Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Modelo de crenças em saúde e vulnerabilidade ao HIV: percepções de adolescentes em Fortaleza-CE

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Ana Carolina Lobo dos Santos | Fabiane do Amaral Gubert | Neiva Francenely Cunha Vieira | Patrícia Neyva da Costa Pinheiro | Stella Maia Barbosa

Journal: Revista Eletrônica de Enfermagem
ISSN 1518-1944

Volume: 12;
Issue: 4;
Start page: 705;
Date: 2010;
VIEW PDF   PDF DOWNLOAD PDF   Download PDF Original page

Keywords: Adolescente | Vulnerabilidade em Saúde | Doenças Sexualmente Transmissíveis | Enfermagem.

ABSTRACT
O advento da AIDS há mais de 25 anos no cenário epidemiológico mundial, traz consigo a discussão acerca de comportamentos sexuais, crenças e valores. Dentre os modelos e teorias, que auxiliam na compreensão da exposição ao risco para o HIV, destaca-se o Modelo de Crenças em Saúde. O modelo enfatiza que o comportamento em relação a uma ameaça à sua saúde, é dependente de quatro variáveis: percepção de susceptibilidade; de severidade; benefícios e barreiras percebidas. Objetivou-se identificar a percepção de vulnerabilidade de adolescentes do sexo masculino, acerca das DST/HIV. Estudo qualitativo teve como cenário uma escola pública em Fortaleza-CE. Os informantes foram 16 adolescentes com idade entre 14 e 18 anos. A coleta de informações ocorreu em maio e junho de 2008, através de entrevista semi-estruturada, baseada nas variáveis propostas no modelo. Os adolescentes identificam mais benefícios do que barreiras no que concerne à prevenção das DST. Em relação aos benefícios percebidos, são associados ao uso de preservativo e ainda a melhorias no diálogo entre parceiros sexuais. É mister que o Enfermeiro fomente medidas preventivas e de Educação em Saúde junto aos adolescentes, que favoreçam a reflexão acerca da vulnerabilidade às DST/HIV e seu impacto na qualidade de vida.
Affiliate Program      Why do you need a reservation system?