Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

MONITORING OF POTENTIALLY TOXIC MICROALGAE IN THE SHELLFISH CULTURE SITE OF ARMAÇÃO DO ITAPOCOROY BIGHT - PENHA - SC. MONITORIZAÇÃO DE MICROALGAS PLANCTÔNICAS POTENCIALMENTE TÓXICAS NA ÁREA DE MARICULTURA DA ENSEADA DE ARMAÇÃO DE ITAPOCOROY - PENHA - SC

ADD TO MY LIST
 
Author(s): L. R. RÖRIG | S. C. GUIMARÃES | D. O. LUGLI | L. A. PROENÇA | G. C. MANZONI | A. C. MARENZI

Journal: Brazilian Journal of Aquatic Science and Technology
ISSN 1808-7035

Volume: 2;
Issue: 1;
Start page: 71;
Date: 2000;
Original page

ABSTRACT
This paper is a descriptive synthesis of approximately 17 months of phytoplankton sampling in the shellfish culture area of Enseada de Armação do Itapocoroy (Penha - Santa Catarina - Brazil). The goal of this program was to know the local phytoplankton composition, specially the toxic and potentially toxic ones; to verify the characteristics of water masses associated to the different phytoplankton assemblies and to monitor the occurrence of blooms of toxic or potentially toxic species, in order to prevent human intoxication by ingestion of contaminated shellfish. The results have indicated the occurrence of seasonal patterns in species succession. Potential producers of diarrhetic toxins tend to occur in winter and spring. From late spring to late summer the occurrence of Trichodesmium spp. indicate the possible presence of cyanobacteria toxins. Alexandrium fraterculus - a potential producer of paralytic toxin - has ocurred only in low cell densities and mainly in winter. O presente trabalho trata-se de uma síntese de aproximadamente 17 meses de amostragens de fitoplâncton na área de maricultura da Enseada de Armação do Itapocoroy, município de Penha, Santa Catarina. Os objetivos foram conhecer as principais espécies de microalgas planctônicas ocorrentes no local, especialmente as espécies tóxicas ou potencialmente tóxicas; verificar as características das massas de água associadas às diferentes espécies ou assembléias de microalgas (salinidade, temperatura e transparência) e monitorar a ocorrência de densidades elevadas de espécies tóxicas ou potencialmente tóxicas para prevenir possíveis intoxicações pela ingestão de moluscos com acúmulo de ficotoxinas. Os resultados indicam a ocorrência de padrões sazonais de sucessão de espécies. Espécies potencialmente produtoras de toxinas diarréicas e amnésicas tendem a ocorrer nos meses de inverno e primavera. Entre o final da primavera e durante o verão a ocorrência de Trichodesmium spp. indica possibilidade de toxinas de cianobactérias. Alexandrium fraterculus - um potencial produtor de toxina paralisante - ocorreu em pequenas densidades e principalmente no inverno.
Why do you need a reservation system?      Save time & money - Smart Internet Solutions