Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Movement of Cichla species (Cichlidae) in a Venezuelan floodplain river

ADD TO MY LIST
 
Author(s): David J. Hoeinghaus | Craig A. Layman | D. Albrey Arrington | Kirk O. Winemiller

Journal: Neotropical Ichthyology
ISSN 1679-6225

Volume: 1;
Issue: 2;
Start page: 121;
Date: 2003;
Original page

Keywords: Cinaruco River | conservation | mark-recapture | pavón | tucunaré

ABSTRACT
In their native habitats of black- and clear-water Neotropical rivers, large predatory cichlids of the genus Cichla are an important food and recreational resource. Understanding patterns of movement for these species is necessary for effective management and conservation; however, no information is available on movement in natural fluvial populations. Therefore, we initiated a cooperative mark-recapture program with local sport-fishing groups to evaluate movement of Cichla in the Cinaruco River, Venezuela and to promote conservation awareness. Between January 1999 and May 2003, we tagged 2,224 individuals of three species of Cichla (C. temensis, C. orinocensis, and C. intermedia) with uniquely numbered floy tags. Over 52 months, 2.8% of the tagged fishes were recaptured. Most recaptures occurred within 1 km of the tagging location; however, a few large C. temensis moved up to 21 km, demonstrating the potential for longer distance movement in this species. The distance between tagging and recapture locations was not significantly correlated with the time interval between tagging and recapture. Distance moved was significantly related to fish size and period of the annual hydrological cycle. Implications for management and conservation of these species and future research directions are discussed.Grandes ciclídeos do gênero Cichla são importantes como recurso alimentar e recreacional em seus habitats nativos de águas pretas e claras de rios neotropicais. O entendimento do padrão de movimentação dessas espécies torna-se necessário para o seu efetivo gerenciamento e conservação. Entretanto, não existe informação disponível em relação ao movimento de populações em ambientes fluviais naturais. Assim, iniciou-se um programa cooperativo de marcação e recaptura para avaliar a movimentação de Cichla no río Cinaruco, Venezuela. Entre janeiro de 1999 e maio de 2003, um total de 2224 indivíduos de três espécies de Cichla (C. temensis, C. orinocensis e C. intermedia) foram marcados, utilizando-se marcadores "floy", cada um contendo numeração própria. Durante 52 meses foram recapturados 2,8% dos peixes marcados, a maioria ocorrendo em distâncias inferiores a 1 km do ponto de marcação. Somente alguns C. temensis de maior tamanho, deslocaram-se a distâncias superiores a 21 km, demonstrando o potencial da espécie para movimentos a longa distância. Não houve correlação significativa entre a distância dos locais de marcação e recaptura e o intervalo de tempo existente entre os dois eventos. A distância foi significativamente relacionada com o tamanho do peixe e o período do ciclo hidrológico. Implicações para o manejo e conservação destas espécies são discutidas, além de sugerir direcionamentos para investigações futuras.

Tango Jona
Tangokurs Rapperswil-Jona

     Save time & money - Smart Internet Solutions