Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Padronização da determinação da velocidade de condução nervosa sensitiva dos nervos tibial e peroneal de cães clinicamente sadios, pela utilização de eletrodos de superfície

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Feitosa M.M. | Larsson M.H.M.A. | Ushikoshi W.S. | Perri S.H.V.

Journal: Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia
ISSN 0102-0935

Volume: 54;
Issue: 2;
Start page: 127;
Date: 2002;
Original page

Keywords: Cão | condução nervosa sensitiva | nervo sensitivo | eletroneurografia

ABSTRACT
O presente trabalho teve como objetivo a padronização dos valores de referência de velocidade de condução nervosa sensitiva dos nervos tibial e peroneal em cães clinicamente sadios, pela utilização de eletrodos de superfície. Em todos os sítios de estimulação, captação, referência e terra foram utilizados eletrodos do "tipo jacaré", exceto na captação do estímulo no nervo peroneal, próximo à articulação fêmur-tibial, onde o registro só foi possível com a utilização de eletrodo de agulha. Foram utilizados 30 cães, 11 machos e 19 fêmeas, sem raça definida, com idade entre dois e seis anos. Os valores médios das medidas dos potenciais evocados pela estimulação sensitiva dos nervos tibial e peroneal foram: latência inicial, 1,82±0,30ms (1,30 a 2,55ms) e 1,57±0,29ms (1,01 a 2,16ms), amplitude de pico a pico, 96,48±45,78miV (41,6 a 214miV) e 121,25±57,49miV (54,8 a 299miV) e duração, 1,97±0,69ms (1,01 a 3,56ms) e 2,37±0,85ms (1,11 a 3,94ms), respectivamente. Os valores médios das medidas de velocidade de condução nervosa sensitiva dos nervos tibial e peroneal foram, respectivamente, 62,14+7,71ms (50,0 a 77,2ms) e 65,18+6,42ms (53,8 a 79,2ms), respectivamente.
Affiliate Program      Why do you need a reservation system?