Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

O percurso de vida que faz o gênero: reflexões antropológicas a partir de etnografias desenvolvidas com pentecostais no Brasil e em Moçambique The life path that makes gender: anthropological reflections based on ethnographic research among Pentecostals in Brazil and Mozambique

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Clara Mafra

Journal: Religião e Sociedade
ISSN 0100-8587

Volume: 32;
Issue: 2;
Start page: 124;
Date: 2012;
Original page

Keywords: Gênero | Performance | Circuito Atlântico | Pentecostalismo | Cristianismos | Gender | Performance | Atlantic Circuit | Pentecostalism | Christianities

ABSTRACT
Neste artigo eu retomo o debate em torno da "Batalha Espiritual" relacionando-a com a constituição de gênero entre os pentecostais. Apoiada em dados etnográficos, eu argumento que uma compreensão mais nuançada do dualismo pentecostal deve incluir, além de um processo de negociação na relação com a alteridade, a performance de uma relação com uma "fonte original" uma vez que, muito explicitamente, os pentecostais não identificam a si mesmos como "autores" da pessoa que constituem, mas como "testemunhas" da palavra bíblica e "imitadores" de Cristo.In this article I return to the debate on the cosmology of the "Spiritual Battle" relating it to the constituting of gender among Pentecostals. Supported by ethnographic data, I argue that a more nuanced understanding of Pentecostal dualism should include, as well as the on-going negotiations founded on relations with alterity, the performance of the relation with an "original source" since, very explicitly, the Pentecostals do not identify themselves as "authors" of the person constituted by them, but claim that they are "witnesses" of the biblical word and "imitators" of Christ.
Why do you need a reservation system?      Affiliate Program