Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Da periferia distante à periferia próxima: notas sobre a construção de um bairro popular na Região Metropolitana de Salvador

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Patrícia Chame Dias

Journal: Geotextos : Revista da Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal da Bahia
ISSN 1809-189X

Volume: 2;
Issue: 2;
Date: 2008;
Original page

ABSTRACT
Em meados dos anos 1960, Itinga - em Lauro de Freitas, município da Região Metropolitana de Salvador - era considerada uma área distante, caracterizada pela presença de grandes fazendas abandonadas, sendo, portanto, uma terra que não despertava interesse comercial. Nesta mesma década, dentre as conseqüências da inserção da Bahia no projeto de industrialização nacional, ocorreram alterações na estrutura sócio-espacial de Salvador que expandia sua ocupação e lógica para municípios contíguos, como Lauro de Freitas. Itinga, então, na condição de periferia de Salvador, passou a ser objeto interessante ao mercado imobiliário: no seu território foram implantados, rapidamente, inúmeros loteamentos populares, sem qualquer infra-estrutura, apresentando precárias condições de vida. Em 2005, Itinga, consolidada como bairro popular, contava com inúmeros loteamentos populares, estabelecimentos comerciais e de serviços públicos e privados. As condições de vida mudaram e, como dizem seus moradores, o “progresso” do bairro é visível. Porém, Itinga ainda é periferia, tanto de Salvador, como de Lauro de Freitas. Nesse sentido, este artigo pretende discutir algumas das implicações de morar na periferia, para tanto se analisam as condições de moradia em Itinga, no início de sua “urbanização” e atualmente, comparando-as com as existentes em outros bairros de Lauro de Freitas.

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil

     Save time & money - Smart Internet Solutions