Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

PRÁTICAS E REPRESENTAÇÕES FEMININAS DO CATOLICISMO À CULTURA LETRADA: O MODELO CIVILIZATÓRIO EUROPEU SOBRE O BRASIL, NO INÍCIO DO SÉCULO XX

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Patrícia Carla de Melo Martins

Journal: Revista Brasileira de História das Religiões
ISSN 1983-2850

Volume: III;
Issue: 8;
Start page: 183;
Date: 2010;
VIEW PDF   PDF DOWNLOAD PDF   Download PDF Original page

Keywords: Elite | Intelectuais | Mulheres | Educação | Catolicismo

ABSTRACT
O presente artigo traz uma discussão sobre o comportamento feminino difundido no Brasil por intermédio da educação católica. Comportamento esse que atendia aos interesses da elite intelectual que se aproximava do paradigma „civilizatório‟ europeu. O catolicismo, o positivismo, o romantismo e o determinismo biológico atrelado à medicina apresentavam uma visão concordante quanto à posição da mulher na sociedade. Esses intelectuais atribuíam a moral e os bons costumes de uma sociedade ao modelo familiar em que as mulheres se posicionavam exclusivamente como esposa, donas-de-casa e mãe de família. O catolicismo teve papel elementar na propagação desse modelo, sendo a instituição responsável pela difusão da educação feminina. Contudo, trata-se de uma educação teológica que colaborou com a difusão de antagonismos sócio-culturais frente à secularização da sociedade, promovida por outros segmentos educacionais.

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil

     Affiliate Program