Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

PREVALÊNCIA E FATORES ASSOCIADOS À AUTOMEDICAÇÃO EM ANÁPOLIS, GO

ADD TO MY LIST
 
Author(s): CARRASCO, Cleber Giugioli

Journal: Nucleus
ISSN 1678-6602

Volume: 8;
Issue: 1;
Start page: 213;
Date: 2011;
Original page

Keywords: Self Medication. Data Collection. Prevalence. Drug Utilization. - Automedicação. Coleta de Dados. Prevalência. Uso de Medicamentos.

ABSTRACT
The self-medication has been a topic of great concern to the Brazilian public health, thus, thisstudy aimed to evaluate the prevalence and factors associated with self-medication in the city of Anapolis-GO, inparticular, to estimate the percentage of individuals who self-medication and the main types of drugs that lead tothis self-medication. The sample consisted of 1035 residents of the city of Anapolis over 16 years of age, whoanswered a structured questionnaire. It is estimated that about 87% of residents of this city apply self-medicationand that among the main types of drugs that lead to this self-medication are the analgesics, antipyretics andantibiotics, which together represent over 75% of medicines consumed without medical supervision. Most drugsget an indication of family and/or friends. There is a significant association between some variables such as age,education level and family income, however, no statistical significance for the sex variable. It is also noteworthythat self-medication should be avoided because it can cause several problems of adverse drug reactions, and thatthe pharmacist has a fundamental importance in guiding the population about the correct use of medicines.A automedicação tem sido um tema de grande preocupação para a saúde pública brasileira, dessaforma, este estudo teve como objetivo avaliar a prevalência e os fatores associados à automedicação nomunicípio de Anápolis-GO, em particular, estimar o percentual de indivíduos que se automedicam e osprincipais tipos de medicamentos que levam a essa automedicação. A amostra foi formada por 1035 moradoresda cidade de Anápolis com mais de 16 anos de idade, que responderam a um questionário estruturado. Cerca de87% dos entrevistados declararam que se automedicaram e, entre os principais tipos de medicamentos que levama essa automedicação estão os analgésicos, antitérmicos e antibióticos que, juntos representam mais de 75% dosmedicamentos consumidos sem orientação médica. A maioria adquire medicamentos pela indicação defamiliares e/ou amigos. Houve associação significativa entre as variáveis faixa etária, grau de instrução e rendafamiliar, no entanto, não houve significância estatística para a variável sexo. Vale ressaltar ainda, que aautomedicação deve ser evitada, pois pode ocasionar vários problemas de reações adversas a medicamentos e,que o farmacêutico tem uma importância fundamental na orientação da população quanto ao uso correto dos medicamentos.
Why do you need a reservation system?      Affiliate Program