Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Prevalência de tabagismo no Campus de Botucatu/UNESP

ADD TO MY LIST
 
Author(s): CLAUDIA HELENA BRONZATO LUPPI | IRMA DE GODOY | MARIA VIRGINIA MARTINS FARIA FADDUL ALVES | CARLOS ROBERTO PADOVANI

Journal: Saúde Coletiva
ISSN 1806-3365

Volume: 12;
Issue: 3;
Start page: 103;
Date: 2006;
Original page

Keywords: Tabagismo | Sintomas respiratórios | Universidade

ABSTRACT
Verificar a ocorrência do hábito de fumar e identificar os sintomas respiratórios entre o corpo discente, docente e técnico-administrativo do Campus de Botucatu/Unesp são objetivos deste estudo. Para coleta de dados utilizou-se o questionário ATSDLD/ 78, adaptado à população local. 3090 indiví duos participaram da pesquisa, subdivididos em 1008 discentes, 302 docentes, 1673 servidores e 107 classificados como outros. Quanto ao hábito de fumar verificou-se 21,4% de fumantes, 15,9% de ex-fumantes e 62,7% de não fumantes. A variável, sexo, não apresentou diferenças significativas de proporção entre fumantes. Os estados de estresse e as reuniões sociais foram situações mais relacionadas ao tabagismo. Tosse, catarro e chiado foram mais freqüentes entre os fumantes e apnéia, entre os não fumantes. A maior proporção de tabagistas ocorreu entre indivíduos com nível fundamental e médio, entre os servidores e na Administração Geral. Entre os discentes, houve tendência em aumentar a proporção de fumantes ao longo dos Cursos de Graduação em Medicina e Zootecnia. Assim, programas de prevenção ao tabagismo devem voltar-se a jovens e indivíduos com menor escolaridade.

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil

     Affiliate Program