Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Protein digestibility of ruminant feeds by the three-step procedure Digestibilidade da proteína de alimentos utilizados na alimentação de ruminantes pelo método das três etapas

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Warley Efrem Campos | Ana Luiza Costa Cruz Borges | Helton Mattana Saturnino | Ricardo Reis Silva | Eloísa Oliveira Simões Saliba | Norberto Mario Rodíguez | Breno Mourão Sousa | Marcos Claudio Pinheiro Rogério

Journal: Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal
ISSN 1519-9940

Volume: 8;
Issue: 4;
Date: 2007;
Original page

ABSTRACT
The three-step procedure was used to evaluate ruminal degradable and undegradable protein of soybean meal (SM), sorghum grain (SG), cottonseed (CT), corn silage (CS) and tomato byproduct (TBP). Feeds were initially incubated in rumen of fistulated steers for 16 h. After that, 15mg of nitrogen were submitted to acid pepsin, for one hour, and alkaline pepsin for 24 h. The SM and CT showed 97 and 93% total protein digestibility, which is the major portion available in the rumen (94 and 92% respectively). The SG protein showed the lowest digestibility (73%) followed by TBP and CS that had 72 and 73% total protein digestibility. It was concluded that SM and CT showed high protein digestibility, however the most portion was degraded in the rumen and that besides the high lignin proportion, the TBP was the one which supplied more available intestinal protein.Avaliaram-se as proporções de proteína degradável e não-degradável no rúmen do farelo de soja (FS), sorgo grão (SG), caroço de algodão (CA), silagem de milho (SM) e do resíduo industrial de tomate (RIT) pelo método das três etapas. Os alimentos foram inicialmente incubados por 16h no rúmen de bovinos fistulados. Posteriormente, uma quantidade que continha 15mg de nitrogênio foi submetida à digestão em pepsina ácida por uma hora e em pancreatina alcalina por 24h. O FS e o CA apresentaram 97 e 93% de digestibilidade da PB, estando a maior parte desse nitrogênio disponível no rúmen (94 e 92% respectivamente). A proteína do SG apresentou o menor valor de digestibilidade (64%), sendo seguida pelo RIT e pela SM, que apresentaram 72 e 73% de proteína total digestível. Concluiuse que o FS e o CA apresentaram elevada digestibilidade da proteína, entretanto, a maior parte do desaparecimento ocorreu no rúmen. Apesar da elevada proporção de proteína indigestível, o RIT foi o alimento que mais disponibilizou proteína para ser digerida no intestino.
Save time & money - Smart Internet Solutions      Why do you need a reservation system?