Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

A reação burguesa à crise capitalista e o processo de mercantilização do ensino superior no pós-1970

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Pereira, Larissa Dahmer

Journal: Textos & Contextos
ISSN 1679-2041

Volume: 5;
Issue: 1;
Start page: Dados elet;
Date: 2006;
Original page

Keywords: BURGUESIA - HISTÓRIA | ENSINO SUPERIOR | DIREITOS SOCIAIS | CRISES ECONÔMICAS | CAPITALISMO - ASPECTOS SOCIAIS

ABSTRACT
O presente ensaio aborda, através de estudo bibliográfico, a crise do padrão de acumulação capitalista na década de 1970, as estratégias burguesas para o seu enfrentamento – através de amplos processos de reestruturação produtiva, difusão do projeto neoliberal de sociabilidade, mundialização financeira e reconfiguração do papel do Estado – e as conseqüências no que se refere ao padrão de cidadania construído ao longo do século XX, através de inúmeras lutas sociais. Uma das repercussões da reação burguesa à crise no padrão de acumulação capitalista foi o crescente processo de mercantilização dos direitos sociais, agora transfigurados em “serviços”. Assim, direitos sociais, como saúde, previdência, educação, passaram por amplos processos de mercantilização, o que também ocorreu com os sistemas de educação superior, principalmente nos países periféricos. Captar os fundamentos deste movimento generalizado de mercantilização do ensino superior é crucial para a compreensão dos processos particulares de reformas universitárias correntes nos países por todo o mundo, particularmente no Brasil. Este ensaio não pretende abordar as particularidades brasileiras, mas fornecer subsídios para a sua compreensão, o que nos obriga lançar os olhos para o movimento relacionado ao ensino superior em âmbito mundial no pós-1970.

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil

     Affiliate Program