Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Relação entre a atividade física regular e a agregação de fatores de risco biológicos das doenças cardiovasculares em crianças e adolescentes

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Guerra Sandra | Oliveira José | Ribeiro José Carlos | Teixeira-Pinto Armando | Duarte José Alberto | Mota Jorge

Journal: Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil
ISSN 1519-3829

Volume: 3;
Issue: 1;
Start page: 9;
Date: 2003;
Original page

Keywords: Fatores de risco | Doenças cardiovasculares | Atividade motora

ABSTRACT
Com o presente trabalho pretende-se analisar os estudos referenciados na literatura que abordam o tema da agregação de fatores de risco biológicos e ainda analisar a hipotética relação entre a atividade física (AF) e essa agregação. O hábito de prática regular de AF tem sido associado a um estilo de vida saudável. Uma vez que os fatores de risco das doenças cardiovasculares (DCV) estão já presentes na infância e adolescência e porque os níveis de AF habitual parecem exercer alguma influência nesses fatores, índices mais elevados de AF nesses períodos de vida poderão repercutir-se na redução da morbidade e mortalidade das DCV em idades adultas. Através da análise da literatura parece existir agregação de fatores de risco biológicos para as DCV, para rapazes e moças, contudo não existe ainda consenso quanto ao sexo que registra o "risco" mais elevado de agregação. Deste modo, os resultados parecem sugerir que as crianças ou adolescentes identificados com um fator de risco, devem efetuar um rastreio no sentido de verificar se possuem mais fatores de risco agregados. De acordo com os estudos referenciados na literatura não existe unanimidade quanto à relação entre a AF e a agregação de fatores de risco biológicos para as DCV.

Tango Jona
Tangokurs Rapperswil-Jona

     Affiliate Program