Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Relações paradigmáticas e sintagmáticas na interpretação de metáforas

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Heronides Moura

Journal: Linguagem em (Dis)curso
ISSN 1518-7632

Volume: 7;
Issue: 3;
Start page: 417;
Date: 2007;
VIEW PDF   PDF DOWNLOAD PDF   Download PDF Original page

Keywords: metáfora | estrutura conceptual | léxico | verbo.

ABSTRACT
Neste artigo, tenta-se mostrar que o uso metafórico, sem perder a criatividade que caracteriza essa parte da linguagem, é regido por certos padrões lingüísticos que governam a interpretação. Apresenta-se uma metodologia de coleta e análise dos dados que tornam mais claros os fundamentos da proposta. São analisados três verbos de mudança de estado usados metaforicamente: explodir, arquivar, congelar. Como conclusão, argumenta-se que a força cognitiva da metáfora está em garimpar no velho (paradigmas e sintagmas pré-definidos) o novo (a carga cognitiva de uma metáfora).
Why do you need a reservation system?      Affiliate Program