Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Reproductive biology of a population of Gymnotus aff.carapo (Teleostei: Gymnotidae) from southern Brazil

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Diego de Paula Cognato | Clarice Bernhardt Fialho

Journal: Neotropical Ichthyology
ISSN 1679-6225

Volume: 4;
Issue: 3;
Start page: 339;
Date: 2006;
Original page

Keywords: Gymnotiformes | Eletric fishes | Reproduction | Neotropical

ABSTRACT
The reproductive period and its relation with somatic and abiotic factors, the relative and absolute fecundity, spawning type, length of first maturation and sex ratio is describe for Gymnotus aff.carapo from a small lake at Itapuã State Park, Rio Grande do Sul, Brazil. Gymnotus aff. carapo presents a relatively long reproductive cycle extending from November/2003 to March/2004. Decreases in water conductivity and increases in dissolved oxygen are correlated with increased gonadal development in males. In females, seasonal increases in temperature and photoperiod and decreases in dissolved oxygen are correlated with increased gonadal development. The mean absolute fecundity was 915.3 oocytes, and mean relative fecundity 0.20 oocytes/mg body weight. Egg size distributions indicate multiple spawning. The size of first maturation was 141 mm in females and 146 mm in males. The sex ratio was 1:1, with a male bias only in smaller size classes.São descritos o período reprodutivo e a relação deste com fatores bióticos e abióticos, a fecundidade absoluta e relativa, o tipo de desova, comprimento de primeira maturação e proporção sexual de Gymnotus aff. carapo de um pequeno lago no Parque Estadual de Itapuã, Rio Grande do Sul, Brazil. A espécie apresentou um período reprodutivo relativamente longo, de novembro de 2003 até março de 2004. Houve correlação significativamente positiva entre o IGS dos machos e o oxigênio dissolvido e negativa em relação à condutividade. O IGS das fêmeas se correlacionou positivamente com a temperatura e fotoperíodo, e negativamente com o oxigênio dissolvido. A fecundidade absoluta média foi de 915,3 ovócitos e a fecundidade relativa média foi de 0,20 ovócitos por miligrama de peso da fêmea. A desova foi considerada parcelada e o tamanho de primeira maturação gonadal foi de 141 mm para fêmeas e 146 mm para machos. A proporção sexual no período amostrado foi de 1:1, sendo que somente na menor classe de comprimento houve maior abundância dos machos.
Affiliate Program      Why do you need a reservation system?