Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Resistência e identidade no urbano: a black music dita os passos e a apropriação do espaço no Quarteirão do Soul em Belo Horizonte

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Rita Aparecida da Conceição Ribeiro

Journal: Geotextos : Revista da Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal da Bahia
ISSN 1809-189X

Volume: 6;
Issue: 1;
Date: 2010;
Original page

Keywords: sociabilidade | culturas urbanas | identidade | black music

ABSTRACT
O crescimento urbano, associado ao desenvolvimento tecnológico, atribui outros sentidos para a cidade e novos de sociabilidade. Estes, muitas vezes, se constituem a partir da fruição de produtos midiáticos. Assim, vemos surgir espaços que se transformam pela apropriação de grupos identificados com determinados produtos culturais. Este trabalho busca investigar, a partir das manifestações ligadas aos produtos da mídia, como as diversas identidades se constituem no espaço urbano e como estas influenciam na apropriação e nos novos usos deste espaço. Nossa abordagem tem como objeto empírico as manifestações ligadas à black music, mais especificamente ao Quarteirão do Soul, movimento que acontece nas tardes de sábado na região central de Belo Horizonte. O Quarteirão do Soul surgiu como uma forma de se reencontrarem os amigos que frequentavam os chamados bailes black no centro da cidade nos anos 1970 e que, com o passar dos anos, foram sendo expurgados para a periferia da cidade. Tal manifestação constitui uma forma de resistência, pois os participantes do Quarteirão do Soul se apropriaram do local mesmo sem o aval da prefeitura, e também caracteriza-se pela afirmação da identidade de seus participantes, que se espelham no discurso de igualdade pregado pelo movimento soul representado principalmente pela figura do cantor James Brown.
Affiliate Program     

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil