Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Resistência quantitativa à ferrugem da folha em genótipos de aveia branca: II - Avaliação de componentes de resistência

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Chaves Márcia S | Martinelli José A | Federizzi Luiz C

Journal: Fitopatologia Brasileira
ISSN 0100-4158

Volume: 29;
Issue: 1;
Start page: 43;
Date: 2004;
Original page

Keywords: Puccinia coronata f. sp. avenae | Avena sativa | seleção fenotípica | período de latência | eficiência de infecção

ABSTRACT
A utilização da resistência quantitativa como forma de controle da ferrugem da folha da aveia (Avena sativa) pode ser uma alternativa viável, visto que há reação diferenciada entre genótipos em condições de campo, a qual apresenta grande espectro de variação. O progresso lento da moléstia observado a campo é o resultado dos efeitos combinados de componentes de resistência como baixa eficiência de infecção, período de latência longo, baixa produção de esporos por pústula e pequeno tamanho de pústulas. Este trabalho foi realizado durante os anos de 1999 e 2000, e teve por objetivo quantificar os componentes de resistência acima citados em 31 genótipos de aveia branca. A reação destes genótipos foi avaliada a campo, durante os anos de 1996 a 2000, os quais foram classificados em quatro grupos. A avaliação dos componentes de resistência foi realizada em plântulas e plantas adultas mantidas em condições controladas, sendo que os dois últimos componentes também foram quantificados em folhas coletadas nos ensaios de campo. Os genótipos apresentaram variabilidade para todas as características avaliadas, exceto para o período de latência em plântulas, sendo que aqueles classificados como resistentes no campo apresentaram a melhor combinação de componentes desejáveis.
Save time & money - Smart Internet Solutions      Why do you need a reservation system?