Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Segregações gaméticas de locos isoenzímicos em porta-enxertos de citros e suas contribuições alélicas na formação de híbridos

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Medina Filho Herculano Penna | Bordignon Rita | Siqueira Walter José

Journal: Bragantia
ISSN 0006-8705

Volume: 62;
Issue: 3;
Start page: 357;
Date: 2003;
Original page

Keywords: Citrus | genética | isoenzimas | loco duplicado | Poncirus | segregações distorcidas

ABSTRACT
Estudaram-se os porta-enxertos de citros, Citrus limonia (limão Cravo), C. sunki, (tangerina Sunki), C. aurantium (laranja Azeda) e Poncirus trifoliata (Trifoliata) por meio de eletroforese horizontal descontínua em gel de amido quanto aos seus genótipos e suas segregações dos locos isoenzímicos Pgi-1, Pgm-1, Got-1, Got-2, Prxa-1, Aps-1 e Me-1, bem como às suas contribuições alélicas a mais de 400 híbridos entre eles. Os locos Me-1 e Aps-1, embora úteis para identificação de híbridos, são homozigotos nos genitores, portanto, inadequados às análises de segregações gaméticas nos genitores e das contribuições alélicas a seus híbridos e foram, por esta razão, desconsiderados. Em Trifoliata, o loco duplicado Got-2, anteriormente descrito com genótipo MT.SS, é na verdade SS.MT, em que S é um alelo de F em Sunki (FF.MM) e de F e M em Azeda (FM.MM), enquanto os alelos M e T da duplicação são alelos de M do loco homozigoto MM de Azeda e Sunki, assim determinados pelo padrão de bandas dos híbridos e pela formação dos correspondentes heterodímeros intraloco. Considerando-se 27 segregações para os cinco locos estudados verificou-se a ocorrência de distorções estatisticamente significativas em seis (22%) delas. Assumindo-se a ausência de seleção, haja vista as condições ideais de germinação em placas de Petri, a separação dos embriões e a determinação dos genótipos já no primeiro ou segundo par de folhas, os resultados refletem, provavelmente, distorção na proporção dos alelos nos gametas dos genitores, ou transmissão diferencial dos alelos, ou ainda, distinta viabilidade de seus portadores nos zigotos híbridos. Devido à co-dominância dos alelos de isoenzimas, foi possível deduzir a contribuição relativa de cada alelo dos locos heterozigotos dos genitores a partir dos genótipos das progênies híbridas. Não se observaram distorções genotípicas oriundas do genitor Trifoliata, porém ocorreram em um loco de Azeda e de Sunki e nos três locos testados de Cravo. Tais distorções acentuadas são congruentes com uma possível origem híbrida interespecífica do limão Cravo e também ilustram a dificuldade de trabalhos de genética que envolvem quantificações de genótipos em progênies zigóticas de citros.
Why do you need a reservation system?      Save time & money - Smart Internet Solutions