Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Sexual dysfunction, depression, and anxiety in young women according to relationship status: an online survey Disfunção sexual, depressão e ansiedade em mulheres jovens de acordo com o status de relacionamento: uma pesquisa on-line

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Valeska Martinho Pereira | Antonio Egidio Nardi | Adriana Cardoso Silva

Journal: Trends in Psychiatry and Psychotherapy
ISSN 2237-6089

Volume: 35;
Issue: 1;
Start page: 55;
Date: 2013;
Original page

Keywords: Prevalência | disfunção sexual | ansiedade | depressão | mulheres | Prevalence | sexual dysfunction | anxiety | depression | female

ABSTRACT
BACKGROUND: Sexual dysfunction is a common, still poorly understood problem among women. Being or not in a relationship seems to be a risk factor for sexual dysfunction. OBJECTIVES: To evaluate the presence of sexual problems, anxiety, and depression in young women and to correlate findings with current relationship status (single, in a committed relationship, or married). METHODS: Data were collected trough an online survey from a total of 155 women aged between 20 and 29 years. Sociodemographic data were collected, and both the Hospital Anxiety and Depression scale and the Female Sexual Function Index were applied. Data were statistically analyzed using the chi-square and Kruskal-Wallis tests, and groups were compared in 2 x 2 matrices using the Mann-Whitney test. RESULTS: Single women showed a significantly higher prevalence of problems in the lubrication (45.3%), orgasm (53.1%), satisfaction (67.2%), and pain (50%) domains and also in total Female Sexual Function Index scores (60.9%) in comparison with the other groups. Additionally, significantly higher depression scores were found among single women (5.89±3.3) in comparison to those in a committed relationship (4.05±2.83). Anxiety scores were similar in all groups. CONCLUSION: Our findings suggest that single women have a poorer sexual function and are more likely to have mood disorders in comparison to their peers involved in stable relationships.CONTEXTO: Disfunção sexual é um problema comum e ainda pouco compreendido entre mulheres. Estar ou não em um relacionamento parece ser um fator de risco para disfunção sexual. OBJETIVO: Avaliar a presença de problemas sexuais, ansiedade e depressão em jovens mulheres e correlacionar os achados ao estado de relacionamento atual (solteiras, em relacionamento sério ou casadas). MÉTODOS: Dados foram coletados através de pesquisa on-line de um total de 155 mulheres com idade entre 20 e 29 anos. Foram coletados dados sociodemográficos, e a Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão e o Índice de Função Sexual Feminina foram aplicados. Os dados foram analisados através dos testes qui-quadrado e Kruskal-Wallis, e os grupos foram comparados dois a dois através do teste Mann-Whitney. RESULTADOS: Mulheres solteiras apresentaram uma prevalência significativamente maior de problemas nos domínios lubrificação (45,3%), orgasmo (53,1%), satisfação (67,2%) e dor (50%), e também no escore total do Índice de Função Sexual Feminina (60,9%), em comparação aos outros grupos. Além disso, foram observados escores estatisticamente superiores para depressão em mulheres solteiras (5,89±3,3) quando comparadas ao grupo relacionamento sério (4,05±2,83). Os escores de ansiedade foram similares em todos os grupos. CONCLUSÃO: Nossos resultados sugerem que mulheres solteiras têm um pior funcionamento sexual quando comparadas a seus pares envolvidos em relacionamentos estáveis e são mais propensas a apresentar transtornos de humor.

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil

     Save time & money - Smart Internet Solutions