Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Sintomas depressivos e déficit cognitivo na população de 60 anos e mais em um município de médio porte do interior paulista* Depression symptoms and cognitive-deficit in a population aged 60 years and older in a medium-sized city in São Paulo state, Brazil Síntomas depresivos y de déficit cognitivo en la población de 60 años y más en una ciudad de tamaño medio en el estado de São Paulo, en Brasil

ADD TO MY LIST
 
Author(s): José Evandro Marques Gomes | Tânia Ruiz | José Eduardo Corrente

Journal: Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade
ISSN 1809-5909

Volume: 6;
Issue: 19;
Start page: 125;
Date: 2011;
Original page

Keywords: Saúde do Idoso | Depressão | Transtornos Mentais | Manifestações Neurocomportamentais | Avaliação Geriátrica

ABSTRACT
Introdução: a população mundial está envelhecendo e o Brasil segue essa tendência, o que demanda uma reorganização da sociedade para o cuidado desses idosos. Observa-se, nesta tendência, um aumento do número de casos de depressão e demência, além da vinculação destas com outras doenças crônico-degenerativas. Objetivo: estimar a prevalência dos sintomas depressivos e déficits cognitivos em uma população de 60 anos e mais, moradora de um município de médio porte do interior do estado de São Paulo, e sua associação com outras doenças crônico-degenerativas mais prevalentes. Métodos: estudo transversal, com 364 idosos, utilizando: instrumentos sociodemográficos e de morbidade; o Mini Exame do Estado Mental (MEEM), a Escala de Yesavage, a Escala de Atividades de Vida Diária e a Escala de Atividades Instrumentais de Vida Diária (AIVD). Foram realizadas: análises estatísticas de frequências dos escores dos instrumentos; apresentação da sumarização das variáveis e as possíveis associações entre depressão/demência, aplicando-se o teste do X2 seguido do ajuste de um modelo de regressão logística para dados ordinais. Resultados: a suspeita de depressão foi encontrada em 44% (160) e o déficit cognitivo foi identificado em 38,7% (141) dos idosos. Aproximadamente 75% dos idosos, com suspeita de depressão ou déficit cognitivo, eram portadores de pelo menos mais uma patologia crônica. Foi possível estabelecer associações estatisticamente significativas entre: suspeita de depressão e AIVD (p
Save time & money - Smart Internet Solutions      Why do you need a reservation system?