Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Soroprevalence and risk factors associated to “Brucella canis” infection in dogs from Campina Grande, Paraíba Soroprevalência e fatores de risco associados à infecção por Brucella canis em cães da

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Rodrigo Tavares Jordão de Vasconcelos | Clebert José Alves | Inácio José Clementino | José O Araújo Neto | Francisco de Assis Leandro Alves | Carolina de Sousa Américo Batista | Fernanda Bernardi | Francisco Rafael Martins Soto | Robério Macedo de Oliveira | Sérgio Santos de Azevedo

Journal: Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal
ISSN 1519-9940

Volume: 9;
Issue: 3;
Date: 2008;
Original page

ABSTRACT
The prevalence of brucellosis due to Brucella canis was investigated in dogs from Campina Grande, Paraíba, Northern region of Brazil, and the risk factors for seropositivity were also analyzed. For this purposes, 170 dogs’ blood samples were collected during the rabies vaccination campaign, in September, 2003. The agar gel immunodiffusion test (AGID), by Brucella ovis lipopolysaccharides and proteins antigens, sample Reo 198, was used for serological diagnosis. The seroprevalence was 2.35% (95% CI = 0.64% - 5.91%). The epidemiological evidences showed that canine brucellosis due to Brucella canis in this area presented no association with the variables sex, age and management, however, there was statistic association between Brucella canis seropositivity and abortions occurrence.Foi investigada a soroprevalência de brucelose canina por Brucella canis em cães da cidade de Campina Grande, estado da Paraíba, Brasil, e realizado um estudo de possíveis fatores de riscos associados à soropositividade. Foram examinadas 170 amostras de soro sangüíneo de cães colhidas durante a campanha de vacinação anti-rábica animal, realizada em setembro de 2003. Para o diagnóstico sorológico da infecção por Brucella canis, foi empregada a prova de imunodifusão em gel de ágar (IDGA), utilizando antígeno de lipopolissacarídeos e proteínas de Brucella ovis, amostra Reo 198. A soroprevalência encontrada foi de 2,35% (IC 95% = 0,64% - 5,91%). O perfil epidemiológico da doença mostrou que o agente infecta em iguais condições os animais sem diferença de sexo, tipo de manejo e idade, havendo, contudo, associação estatística entre soropositividade para Brucella canis e ocorrência de abortamentos.
Why do you need a reservation system?      Save time & money - Smart Internet Solutions