Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

SULPHUR AVAILABILITY IN BRAZILIAN SOILS: EVALUATION OF NITROGEN AND SULPHUR MINERALIZATION POTENTIAL BY OPEN INCUBATION DISPONIBILIDADE DE ENXOFRE EM SOLOS BRASILEIROS: AVALIAÇÃO DOS POTENCIAIS DE MINERALIZAÇÃO DE NITROGÊNIO E ENXOFRE POR INCUBAÇÃO ABERTA

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Huberto José Kliemann | Eurípedes Malavolta

Journal: Pesquisa Agropecuária Tropical
ISSN 1983-4063

Volume: 23;
Issue: 1;
Start page: 129;
Date: 2007;
Original page

ABSTRACT
Two open incubation experiments in laboratory conditions were carried out, using columns containing 50 g of soils, from the States of São Paulo, Minas Gerais and Goiás (Brazil). The clay contents varied from 8.0 to 60.0%, total sulphur (S) from 0.0104 to 0.0319% and carbon from 0.50 to 3.03%. In the first experiment the leachate was used for the determination of mineral nitrogen (ammonium + nitrate) and mineral sulphur (sulphate). In the second incubation trial carrier free H235S04 (0.62 microCi.g-1 soil) was applied at “zero” time of incubation. The mineralization potentials of native N and S were estimated by using hyperbolic equations. Sandy soils low in C possess small mineralization potentials, being unaffected by liming. The reverse is true in the case of clayey soils with higher C content. The half life of both N and S was modified by liming. There was not, however, a proportionality factor between the mineralization rates of the elements. The mineralization of native N and S, as well the specific activity of the added 35S tended to level off in the 8th week of incubation, no effect of liming being evident. Conduziram-se em laboratório dois experimentos de incubação aberta em colunas com 50 g de terra, na ausência e presença de calagem, usando solos provenientes dos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Goiás, com teores de argila entre 8 e 60%, de carbono entre 0,5 e 3,0% e de enxofre entre 0,0104 e 0,0319%. No primeiro experimento utilizaram-se os lixiviados para a determinação do nitrogênio mineral (NH4+ + NO3-) e do enxofre mineral (S-SO4=). No segundo experimento adicionou-se enxofre radioativo (35S, livre de carregador, na forma de H2 35SO4), com atividade inicial de 0,62 microCi.g-1 de solo no tempo “zero” de incubação, previamente à obtenção do primeiro extrato. Estimaram-se os potenciais de mineralização de nitrogênio e enxofre por equação hiperbólica. Os solos arenosos e de baixos teores de carbono possuem pequenos potenciais de mineralização de nitrogênio e enxofre nativos, sendo afetados de forma não significativa pela calagem. Os solos argilosos e com mais altos teores de carbono têm potenciais de mineralização mais elevados, com efeitos significativos da calagem. As meias-vidas do nitrogênio e do enxofre foram modificadas pela calagem, não se verificando proporcionalidade nos índices de mineralização dos dois elementos. A mineralização do nitrogênio e do enxofre e o decaimento da atividade específica do 35S estabilizou-se por volta da oitava semana de incubação, tanto na ausência quanto na presença de calagem.

Tango Jona
Tangokurs Rapperswil-Jona

     Save time & money - Smart Internet Solutions