Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Toxicity of atrazine herbicide in "Colossoma macropomum" Toxicidade do herbicida atrazina em "Colossoma macropomum"

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Paulo Frederico Garcia Chapadense | Fabio de Jesus Castro | Jeane Alves Almeida | Sandro Estevan Moron

Journal: Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal
ISSN 1519-9940

Volume: 10;
Issue: 2;
Date: 2009;
Original page

ABSTRACT
The present study aimed to investigate the toxicity of the herbicide GESAPREME, belonged to the Triazines group (the active principle is atrazine = 500gL-1), on the juveniles of the fish species Colossoma macropomum (tambaqui). For this purpose, the LC50 and the frequency of micronuclei (MN) in erythrocytes were determined. Fish mortality increased together with the increment in water GESAPREME concentrations. The value of LC50 (96h) was reached in the concentration of 20 mg L-1. After 48h of herbicide exposition, hemorrhages could be noted in the whole body of fish exposed to the concentrations of 20, 22 and 25 mg L-1. The number of micronuclei in erythrocytes increased significantly during the exposition of fish to GESAPREME concentrations of 10, 20 and 30 mg L-1, when compared to the control group. The herbicide action was clearly capable to induce micronuclei formation in the erythrocytes of Colossoma macropomum. These results suggest that cells are seriously damaged in its integrity by the exposition to GESAPREME, due to the high micronuclei incidence observed in erythrocytes. Agribusiness has been expanded in Brazil and the risk of water rivers and aquaculture contamination by xenobiotics agents has been increased. Therefore, the detection of pesticide and their effects on the organisms have been became important studies, since they can predict the impact of these products on live organisms.O objetivo do presente estudo foi investigar a toxicidade do herbicida GESAPREME, pertencente ao grupo das Triazinas (princípio ativo é atrazina = 500gL-1), em Colossoma macropomum juvenis (tambaqui). Para este propósito foram determinados a CL50 e a freqüência de micronúcleos (MN) em eritrócitos. A mortalidade de tambaquis aumentou com o aumento nas concentrações do GESAPREME na água. O valor da CL50 (96h) foi atingido na concentração de 22 mg L-1. Após 48 horas de exposição ao herbicida, nas concentrações de 20, 22 e 25 mg L-1, notou-se hemorragias por todo o corpo dos animais. O número de micronúcleos nos eritrócitos aumentou significativamente durante a exposição dos peixes ao GESAPREME nas concentrações de 10, 20 e 30 mg L-1, quando comparado ao grupo controle. A ação do herbicida foi claramente capaz de induzir a formação de micronúcleos em Colossoma macropomum. Estes resultados sugerem que as células são danificadas em sua integridade pela exposição à atrazina, devido à alta incidência de micronúcleos observada nos eritrócitos. Os agronegócios têm se expandido no Brasil e os riscos de contaminação das águas dos rios e pisciculturas pelos agentes xenobióticos têm aumentado. Assim, a detecção de agrotóxicos e seus efeitos sobre os organismos são estudos importantes, uma vez que eles podem indicar o impacto destes produtos sobre os organismos vivos. Palavras-chave: CL50, micronúcleo, estresse, tambaqui, xenobiótico.

Tango Jona
Tangokurs Rapperswil-Jona

     Affiliate Program