Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

A utilização dos ditos populares e da observação do tempo para a Climatologia Escolar no Ensino Fundamental II

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Diego Corrêa Maia | Ana Cláudia Nogueira Maia

Journal: Geotextos : Revista da Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal da Bahia
ISSN 1809-189X

Volume: 6;
Issue: 1;
Date: 2010;
Original page

Keywords: Climatologia escolar | ditos populares | Ensino Fundamental II | previsão do tempo e do clima e parâmetros curriculares nacionais

ABSTRACT
A atual realidade escolar no Brasil demonstra que o ensino de Climatologia não tem sido desenvolvido no Ensino Fundamental II, ou, quando ocorre, é ministrado baseado na Climatologia tradicional e separativa, cujos fatores e elementos do clima são analisados individualmente, retratando-se a natureza de forma estática e totalmente destituída do real. Através da observação dos elementos do clima, pretende-se demonstrar que o aprendizado dos “conteúdos climatológicos” pode ser auxiliado através dos ditos populares. O que se almeja neste artigo é demonstrar que, a partir da observação espontânea (diária) do tempo e do clima, com o auxílio dos ditos populares, os alunos do Ensino Fundamental II podem compreender as relações do tempo e do clima, assim como sua previsão. É necessário para esta atividade um período contínuo de observação para estabelecer a sequência habitual dos tipos de tempo de uma determinada estação do ano. O modo popular de prever o tempo foi iniciado desde que o homem se fixou em cavernas; no entanto, este hábito vem se perdendo em função da urbanização da sociedade. Para reforçar a importância dos provérbios populares para prever o tempo, realizar-se-á um pequeno histórico do nascimento da meteorologia popular, até a sua relevância destacada nos Parâmetros Curriculares Nacionais de Geografia.

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil

     Save time & money - Smart Internet Solutions