Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Valor prognóstico da fibronectina plasmática e da classificação de Child-Pugh na cirrose hepática alcoólica: estudo comparativo

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Parise Edison Roberto | Parisi Flávio Hugo | Leite-Mór Marilisa de Moraes B. | Nogueira Marie Doki

Journal: Revista da Associação Médica Brasileira
ISSN 0104-4230

Volume: 50;
Issue: 1;
Start page: 37;
Date: 2004;
Original page

Keywords: Fibronectina plasmática | Classificação Child-Pugh | Cirrose alcoólica | Sobrevida na cirrose

ABSTRACT
OBJETIVOS: Avaliar o valor prognóstico da fibronectina plasmática (FN), comparativamente à classificação numérica de Child-Pugh e os parâmetros bioquímicos que a compõem, no acompanhamento prospectivo de portadores de cirrose alcoólica durante 18 meses. MÉTODOS: Incluídos 50 pacientes com cirrose alcoólica, diagnosticada por biópsia ou critérios clínico-bioquímicos, excluídos aqueles com hepatocarcinoma ou hemorragia digestiva, infecção ou ingestão alcoólica continuada nos últimos 30 dias. A idade média do grupo foi 51,3±12,6 anos, 72% deles do sexo masculino e classificados 17 como Child-Pugh A, 18 como B e 15 como C. Os valores das bilirrubinas foram dosados pelo método automatizado, eletroforese de proteínas em acetato de celulose e o tempo de protrombina pelo método de Quick. A FN plasmática foi dosada por imunodifusão radial, com anticorpos contra FN humana em géis de agarose a 1%. RESULTADOS: Um paciente foi excluído por óbito de causa não natural e 12 foram a óbito por doença hepática. Os melhores preditores de óbito foram a pontuação de Child-Pugh [escore>10, risco relativo (RR) de 11,33) e os valores de bilirrubina (>2,5mg/dL, RR=9,47). A concentração de FN foi significantemente maior nos sobreviventes que naqueles que foram a óbito (185±66 mg/L x 131±38mg/L, p

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil

     Save time & money - Smart Internet Solutions