Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

VARIAÇÃO AXIAL DA DENSIDADE BÁSICA DA MADEIRA DE Acacia mangium WILLD AOS SETE ANOS DE IDADE

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Ailton Teixeira do Vale | Maria Aparecida Mourão Brasil | Ildeu Soares Martins

Journal: Ciência Florestal
ISSN 0103-9954

Volume: 9;
Start page: 85;
Date: 1999;
VIEW PDF   PDF DOWNLOAD PDF   Download PDF Original page

Keywords: Acacia mangium | densidade básica média | variação axial da densidade

ABSTRACT
Tomando-se por base um povoamento de Acacia mangium com 7 anos de idade, retirou-se discos ao longo do tronco de 126 árvores para o estudo da densidade básica da espécie. A densidade básica média (DBM) encontrada foi de 0,524 ± 0,076 g/cm3. A variação axial da densidade básica (Db), explicada por um modelo quadrático (R2 = 0,83), apresentou tendência de diminuição até a metade da altura do tronco, crescendo a partir daí até o topo, sem contudo atingir os valores da Db da base. O modelo linear foi o que melhor explicou a relação da DBM com a Db obtida a várias posições do tronco, mostrando-se mais acentuada (R2 = 0,81) a 25% da altura do tronco. Portanto, na determinação da DBM da espécie por métodos destrutivos, pode-se utilizar amostras retiradas à 25% da altura do tronco. No entanto, para amostragens não-destrutivas, a posição de 25% pode ser uma altura elevada e a retirada da amostra, por exemplo, utilizando um trado, pode-se tornar inviável. Nesse caso, sugere-se a retirada no DAP, pois relação, nesta posição também é alta (0,78).

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil

     Save time & money - Smart Internet Solutions