Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Variação espaço-temporal na distribuição e abundância de Moenkhausia sanctaefilomenae (Characiformes: Characidae) em lagoas da planície de inundação do rio Cuiabá, Pantanal, Brasil=Spatial-temporal variation of the distribution and abundance of Moenkhausia sanctaefilomenae at lagoons of the Cuiaba river floodplain, Pantanal, Brazil

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Luzia da Silva Lourenço | Lucia Aparecida de Fátima Mateus | Jerry Penha

Journal: Acta Scientiarum : Biological Sciences
ISSN 1679-9283

Volume: 34;
Issue: 1;
Start page: 23;
Date: 2012;
VIEW PDF   PDF DOWNLOAD PDF   Download PDF Original page

Keywords: predação | fatores abióticos | estrutura populacional | ecologia populacional | predation | abiotic factors | population structure | population ecology.

ABSTRACT
Identificar os fatores bióticos e abióticos que determinam a variação na distribuição e abundância das populações, tornou-se nos últimos anos um grande desafio para os ecologistas. Assim neste estudo foram avaliados o efeito das variáveis abióticas e a abundância de predadores sobre a abundância de Moenkhausia sanctaefilomenae, a variação no comprimento médio dos indivíduos entre lagoas e períodos e o efeito das variáveis abióticas e da abundância de predadores sobre a estrutura em comprimento. Foram amostradas 16 lagoas da planície de inundação do rio Cuiabá, no período de junho (vazante), setembro (seca) e dezembro (enchente) de 2005 e março (cheia) de 2006. Para M. sanctaefilomenae, a distribuição é mais ampla e a abundância é maior no final da vazante, início da seca, reduzindo-se gradualmente ao longo dos períodos de seca, enchente e cheia. Adicionalmente, o período afeta a estrutura em tamanho das populações, que são espacialmente homogêneas. Indivíduos menores foram capturados no final do período de vazante e os maiores ao início da enchente. Durante o final da vazante/início da seca, a variação espacial na abundância da população foi relacionada positivamente com o pH, o oxigênio dissolvido e cobertura de macrófitas e área da lagoa, mas, não com a abundância local de predadores na zona litorânea das lagoas.Identifying the biotic and abiotic factors that determine the variation in the distribution and abundance of populations has become a great challenge for the field of ecology in recent years. Thus, in this study we evaluated the effect of abiotic variables and the abundance of predators on the abundance of Moenkhausia sanctaefilomenae, the variation in the average length of the individuals between lakes and periods, and the effect of the abiotic variables and abundance of predators on the structure in length of that species. Sixteen lakes of the Cuiabá river flood plain were sampled in June (drying period), September (dry period) and December (flooding period) 2005 and March (flood period) 2006. For M. sanctaefilomenae, the distribution is ampler and the abundance is greater at the end of the drying period, beginning of dry season, reducing gradually over the periods of dry, drying and flood season. Additionally, the period affects the structure in size of the populations that are spatially homogeneous. Smaller individuals were captured at the end of the drying period and the larger individuals at the start of flooding. During the end of the drying period and in the beginning of the dry season, the spatial variation in the abundance of the population was positively related with pH, dissolved oxygen and macrophyte cover and area of the lake, but not with the local abundance of predators in the littoral zone of the lakes.

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil

     Save time & money - Smart Internet Solutions