Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Vernalização em bulbos e efeito no rendimento e potencial fisiológico de sementes de cebola Vernalization of bulbs and the effect on yield and physiological potential of onion seeds

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Marie Y. Reghin | Rosana F. Otto | Jean Ricardo Olinik | Carlos Felipe S. Jacoby | Rafael P. de Oliveira

Journal: Horticultura Brasileira
ISSN 0102-0536

Volume: 23;
Issue: 2;
Start page: 294;
Date: 2005;
Original page

Keywords: Allium cepa L. | frigorificação de bulbos | produção de sementes | Allium cepa L. | bulbs frigorification | seed yield

ABSTRACT
O estado do Paraná contribui significativamente para o abastecimento de cebola no Brasil. No entanto, a atividade de produção de sementes está muito aquém do desejado, o que torna urgente a necessidade de pesquisa nessa área. Este experimento foi conduzido em Ponta Grossa (PR) e teve como objetivo avaliar o efeito de períodos de vernalização em bulbos de tamanhos diferentes, no rendimento e potencial fisiológico de sementes de cebola da cultivar Crioula. O delineamento experimental utilizado foi de blocos casualizados, com quatro repetições; os tratamentos foram dispostos segundo esquema fatorial 4x2, sendo quatro períodos de vernalização a 5(0)C (controle, 25; 35 e 45 dias) e dois tamanhos de bulbos, T1 (6,9 cm de diâmetro) e T2 (4,8 cm). A vernalização contribuiu para o aumento do rendimento de sementes. Quanto maior o período de tratamento, maior o percentual de umbelas com flores, o número de hastes florais, o número total de cápsulas e de cápsulas com sementes. Estes componentes promoveram maior rendimento de sementes por umbela, tanto em número como em peso, apresentando os períodos de 35 e 45 dias como os mais favoráveis. No entanto, no rendimento de sementes por planta, prevaleceu apenas a superioridade do período de 45 dias. O potencial fisiológico das sementes não foi afetado pelos tratamentos, tendo sido observados resultados acima de 80,0% no teste de primeira contagem e acima de 90,0% no percentual de germinação, independentemente do tratamento. O tamanho do bulbo maior (T1) apresentou efeito significativo apenas no número de hastes florais e de flores fecundadas, que contribuíram para o maior rendimento de sementes por planta, quando comparado ao tamanho T2.The Paraná State (Brazil) significantly contributes to the supply of onions in Brazil. However, the seed yield activity is far below that desired, giving rise to a need for research in this area. This experiment was conducted in Ponta Grossa county to evaluate the effect of vernalization periods on different sized bulbs on seed yield and physiological potential of onion seeds, cv. Crioula. The experimental design was of randomized blocks with four replications; the treatments followed a factorial scheme 4x2, with four vernalization periods at 5(0)C (control, 25; 35 and 45 days) and two sizes of bulbs (T1 with 6,9 cm of diameter) and T2 (4,8 cm).The vernalization contributed to an increase of seed yield. The longer the treatment period, the higher the percentage of umbels, number of seed stalks, total number of capsules and capsules with seeds. These components contributed to higher seed yield per umbel, both in number and weight, the periods of 35 and 45 days being the most favorable. However, on the seed yield per plant, the period of 45 days prevailed. The seed physiological potential was not affected by the treatment. Germination was higher than 80,0% on the first test counting and higher than 90,0% in the last count, independent of treatment. Bigger bulbs (T1) produced greater number of flower stalks and larger amounts of fertilized flowers. These two parameters contributed to a higher seed yield per plant when compared to T2.
Why do you need a reservation system?      Affiliate Program