Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Visibilidade gay na escola: estudantes queer / Gay visibility in school: queer students

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Aline Ferraz da Silva

Journal: Reflexão & Ação
ISSN 0103-8842

Volume: 15;
Issue: 1;
Start page: 134;
Date: 2007;
Original page

Keywords: Homofobia | Escola | Identidade | Queer | School | Identity | Diference

ABSTRACT
Nesse artigo apresento as considerações e análises presentes na pesquisa em processo, que realizo numa escola pública. Sua constituição deve seu primeiro movimento àsmanifestações de desconforto e homofobia com relação a um grupo específico de três estudantes gays na comunidade escolar na qual atuo como professora. Percebo que a presença desse grupo desacomoda o cotidiano escolar e desenvolvo minha argumentação com base no potencial desestabilizador desses sujeitos, na intenção de pensar o impensável no currículo escolar. Esse trabalho parte da visibilidade de uma identidade sexual que foge à norma heterossexual e desafia a tendência normalizadora e homogeneizadora da educação. A maneira como esse grupo gay se posiciona e constrói seus corpos cruza as fronteiras do masculino/feminino, desnaturalizando as identidadessexuais e de gênero que se baseiam em características biológicas e se apresentando como diferença que escapa às classificações binárias. Na construção da pesquisa utilizo como referência o pensamento de Michel Foucault, especialmente com relação à construção histórica e discursiva de conceitos como sexualidade, identidade, diferença enormalidade que têm servido para criação e manutenção de padrões de conduta. Ao levar a problematização desses conceitos para o contexto escolar, considero produtiva a teorização queer para pensar a possibilidade de uma educação não heteronormativa, produtora de diferenças, que desconstrua identidades ao invés de tentar cristalizá-las.Abstract This article presents the considerations and analysis that make part of my research in process in a public school. The construction of this research dues its first move to viewsof discomfort and homofobia related to a specific group of three gay students in a school where I work as a teacher. I realize that the presence of that group disarrenges the school quotidian and I develop my argumentation on the unfixing potencial of those individuals, intending to think the unthinkable about the school curriculum. This work starts on the visibility of a sexual identity that runs away from the heterossexual rule and challenges the education tendency to normality. The way this gay group stands and constructs their bodies allow them to cross the borders of male/female, pointing out thenon-natural caracter of sexual and gender identities based on biology, presenting themselves as diference that scapes from binary classifications. One of the references of this research is the thinking of Michel Foucault, specially when talking about thehistorical and discursive construction of concepts such as sexuality, identity, diference and normality that have been used to create and maintain patterns of conduct. When driving these problematization to the school context, I consider the queer theorization useful to think the possibility of a non heteronormative education, that would be able to produce diferences and desconstruct identities instead of cristalize them.
Why do you need a reservation system?      Save time & money - Smart Internet Solutions