Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Weight and yield of non-carcass components of Morada Nova lambs fed with different levels of metabolizable energy
Peso e rendimento dos componentes não-carcaça de ovinos Morada Nova alimentados com diferentes níveis de energia metabolizável

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Danilo de Araújo Camilo | Elzânia Sales Pereira | Patrícia Guimarães Pimentel | Marcus Roberto Goes Ferreira Costa | Ivone Yurika Mizubuti | Edson Luis de Azambuja Ribeiro | Ana Cláudia Nascimento Campos | Andréa Pereira Pinto | Greicy Mitzi Bezerra Moreno

Journal: Semina : Ciências Agrárias
ISSN 1676-546X

Volume: 33;
Issue: 6;
Start page: 2429;
Date: 2012;
Original page

Keywords: Conteúdo gastrintestinal | Órgãos Internos | Vísceras.

ABSTRACT
The objective of this study was to evaluate the effect of different metabolizable energy (ME) levels on weight of gastrointestinal content, weight and yield of the internal organs and gastrointestinal compartments of Morada Nova growing lambs. Thirty-two animals, non-castrated, with average body weight of 12.12 ± 1.69 kg and two months old approximately, were used. The animals were distributed into four different metabolizable energy (1.28; 1.72; 2.18 and 2.62 Mcal/kg DM) levels, in randomized block design with eight replicates per treatment. Tifton 85 hay was used as roughage. There was no effect of energy levels (P > 0.05) on weight of gastrointestinal content. Increased linear effect (P < 0.05) was observed for the weights of heart, “LTET” (lungs, trachea, esophagus and tongue), liver and spleen, expressed in kg. Regarding the compartments of the gastrointestinal tract, it was observed increased linear effect (P < 0.05) only for rumen-reticulum, in %, and small intestine, in kg. The perirenal, omental and mesenteric fats were also influenced by the ME levels (P < 0.05) with linear increase when expressed in kg and %. Increased levels of ME influence weight and yield of internal organs, viscera and fats of Morada Nova lambs during the growing period.Objetivou-se com o presente estudo avaliar o efeito de diferentes níveis de energia metabolizável (EM) sobre: peso do conteúdo do trato gastrintestinal, peso e rendimento dos órgãos internos e compartimentos gastrintestinais em ovinos Morada Nova em crescimento. Foram utilizados 32 animais, não castrados, com peso corporal médio de 12,12 ± 1,69 kg e, aproximadamente, dois meses de idade. Os animais foram distribuídos em quatro diferentes níveis de EM (1,28; 1,72; 2,18 e 2,62 Mcal/kg de MS), em delineamento em blocos casualizados, com oito repetições por nível de EM. O feno de Tifton 85 foi utilizado como volumoso. Não foi observado efeito (P > 0,05) dos níveis de energia sobre o peso do conteúdo gastrintestinal. Verificou-se efeito linear crescente (P < 0,05) dos níveis de EM sobre os pesos do coração, PTEL (pulmões, traqueia, esôfago e língua), fígado e baço, expressos em kg. Em relação aos compartimentos do trato gastrintestinal foi observado efeito linear crescente (P < 0,05) dos níveis de EM somente sobre o rúmen-retículo, em %, e intestino delgado, em kg. As gorduras perirrenal, omental e mesentérica foram influenciadas pelos níveis de EM (P < 0,05), com incremento linear para os pesos em kg e %. O aumento dos níveis de EM das rações influencia o peso e rendimento dos órgãos internos, vísceras e gorduras de ovinos Morada Nova em crescimento.

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil

     Affiliate Program