Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

XIII SBGFA - FITOSSOCIOLOGIA, PRODUÇÃO MENSAL E RETENÇÃO HÍDRICA DA SERRAPILHEIRA EM FRAGMENTO DE MATA ATLÂNTINA: SÃO PEDRO DA SERRA/RJ

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Karla Karina Santos da Costa, Gisele Silva, Jamile Constança Rocha Santos Soutelo Salgado, Ana Valéria Freire Allemão Bertolino, Ana Angélica Monteiro de Barros

Journal: Revista Geográfica Acadêmica
ISSN 1678-7226

Volume: 5;
Issue: 1;
Start page: 118;
Date: 2011;
Original page

Keywords: Em São Pedro da Serra | distrito de Nova Friburgo/RJ | pequenos produtores rurais vêm substituindo a técnica de pousio pela agricultura convencional em razão das leis ambientais vigentes. A criação da APA de Macaé de cima impôs restrições às práticas agrícolas tradicionais que havia na região. O objetivo deste estudo é avaliar a estrutura fitossociológica de três estádios sucessionais (Pousio I/4-7 anos | Pousio II/10 – 12 anos e Floresta 50 – 70 anos) | a produção mensal de serrapilheira e sua capacidade de retenção hídrica para investigar a sustentabilidade dessa prática agrícola. A estrutura do componente arbóreo foi determinada através da delimitação de três parcelas em cada sistema | totalizando 480 m2. Em cada área foram plaqueados todos os indivíduos com DAP (diâmetro à altura do peito | ou a 1 | 3m do solo) ≥ a 5 cm. Para quantificar a produção mensal da serrapilheira | foram colocadas cinco caixas coletoras com 0 | 50 m2 em cada sistema (Proctor | 1983). A capacidade de retenção hídrica foi realizada através da coleta de cinco amostras sazonais | em cada sistema | com um quadrado de ferro de 0 | 25 m2 (Vallejo | 1982). Os resultados demonstram a presença de sete diferentes espécies no POI e POII | com a mesma espécie dominante (Machaerium stipitatum) | diferindo apenas na sua representatividade em cada sistema com 35% no primeiro e 69% no segundo. Em FL a família Rubiaceae apresentou o maior número de indivíduos (54 | 3%). Das espécies exclusivas em cada área temos Croton floribundus em PO I | Solanum Argenteum em PO II e Guapira opposita em FL.Com relação a retenção hídrica | observou-se que FL apresentou maior capacidade (33 | 18%) | seguido de POII (26 | 52%) e POI (20 | 38%) na estação outono. O comportamento se repete no inverno | com FL (38 | 47%) | seguido de POII ( 36 | 75%) e POI (32 | 13%). A produção mensal de serrapilheira em FL apresentou maior média (19 | 77g) | depois POI (14 | 99g) e POII (10g). Em relação a serrapilheira | pode-se observar um comportamento distinto que deve ser definido a partir da conclusão dos estudos fitossociológicos

ABSTRACT
Em São Pedro da Serra, distrito de Nova Friburgo/RJ, pequenos produtores rurais vêm substituindo a técnica de pousio pela agricultura convencional em razão das leis ambientais vigentes. A criação da APA de Macaé de cima impôs restrições às práticas agrícolas tradicionais que havia na região. O objetivo deste estudo é avaliar a estrutura fitossociológica de três estádios sucessionais (Pousio I/4-7 anos, Pousio II/10 – 12 anos e Floresta 50 – 70 anos), a produção mensal de serrapilheira e sua capacidade de retenção hídrica para investigar a sustentabilidade dessa prática agrícola. A estrutura do componente arbóreo foi determinada através da delimitação de três parcelas em cada sistema, totalizando 480 m2. Em cada área foram plaqueados todos os indivíduos com DAP (diâmetro à altura do peito, ou a 1,3m do solo) ≥ a 5 cm. Para quantificar a produção mensal da serrapilheira, foram colocadas cinco caixas coletoras com 0,50 m2 em cada sistema (Proctor,1983). A capacidade de retenção hídrica foi realizada através da coleta de cinco amostras sazonais, em cada sistema, com um quadrado de ferro de 0,25 m2 (Vallejo,1982). Os resultados demonstram a presença de sete diferentes espécies no POI e POII, com a mesma espécie dominante (Machaerium stipitatum), diferindo apenas na sua representatividade em cada sistema com 35% no primeiro e 69% no segundo. Em FL a família Rubiaceae apresentou o maior número de indivíduos (54,3%). Das espécies exclusivas em cada área temos Croton floribundus em PO I, Solanum Argenteum em PO II e Guapira opposita em FL.Com relação a retenção hídrica, observou-se que FL apresentou maior capacidade (33,18%),seguido de POII (26,52%) e POI (20,38%) na estação outono. O comportamento se repete no inverno, com FL (38,47%), seguido de POII ( 36,75%) e POI (32,13%). A produção mensal de serrapilheira em FL apresentou maior média (19,77g), depois POI (14,99g) e POII (10g). Em relação a serrapilheira, pode-se observar um comportamento distinto que deve ser definido a partir da conclusão dos estudos fitossociológicos
Save time & money - Smart Internet Solutions     

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil