Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Amaurose secundária a mucocele esfenoidal

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Antonio Antunes Melo1 | Sílvio da Silva Caldas Neto2 | Mariana Carvalho Leal Gouveia3 | Patrícia Ferreira Santos4

Journal: Arquivos Internacionais de Otorrinolaringologia
ISSN 1809-4872

Volume: 15;
Issue: 4;
Start page: 523;
Date: 2011;
Original page

Keywords: mucocele | seio esfenoidal | acuidade visual

ABSTRACT
Introdução: A mucocele do seio esfenoidal é uma lesão rara e benigna. Essas lesões são provavelmente diagnosticadas tardiamente por serem assintomáticas ou causarem sintomas não específicos. As características clínicas dependem de sua localização e podem incluir dor fronto-orbitária, paralisia do nervo oculomotor, diminuição da acuidade visual, exoftalmia e anosmia. Os achados da tomografia computadorizada (TC) e ressonância nuclear magnética (RNM) de nariz e seios paranasais aumentaram a precisão do diagnóstico. O tratamento consiste na marsupialização e drenagem da mucocele por via endoscópica nasossinusal. O prognóstico em relação à visão depende da duração da perda da acuidade visual pré-operatória. Objetivo: Relatar um caso de mucocele esfenoidal de grandes dimensões. Relato de Caso: Os autores relatam um caso de mucocele do seio esfenoidal em um paciente masculino de 48 anos de idade que apresentou amaurose subitamente. Comentários Finais: As características da mucocele esfenoidal são revistas com especial atenção para os seus achados clínicos e radiológicos, bem como o tratamento cirúrgico.

Tango Jona
Tangokurs Rapperswil-Jona

    
RPA Switzerland

Robotic Process Automation Switzerland