Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DA UTILIZAÇÃO DA MACROALGA Gracilaria edulis COMO SUPLEMENTO ALIMENTAR NA DIETA DE TILÁPIAS DO NILO (Oreochromis niloticus L.).

ADD TO MY LIST
 
Author(s): C.R. Gomes | L.T.S. Dias | C.E.Signorini | C.H.Momo | L.S.Takahashi | B.B. Costa

Journal: Nucleus Animalium
ISSN 1984-879X

Volume: 4;
Issue: 1;
Start page: 37;
Date: 2012;
Original page

Keywords: Aquicultura. Tilápia do Nilo. Gracilaria edulis. Suplemento alimentar. Vilosidades - Aquaculture. Nile tilapia. Gracilaria edulis. Intestinal vilosities

ABSTRACT
O presente trabalho teve como objetivo estudar se os diferentes níveis de inclusão da macroalga Gracilaria edulis (GE) afetam o comprimento e densidade de vilosidades intestinais de tilápias do Nilo em três distintas fases, a saber: suplementação da alga durante o período de reversão sexual (DRS), suplementação da alga após o período de reversão (ARS) e durante e após o período de reversão (DTP) e um tratamento controle que não recebeu a suplementação de G. edulis. Foram estudados a taxa de sobrevivência, o comprimento e a densidade de vilosidades intestinais de tilápias do Nilo. As larvas foram acondicionadas em aquários com 50 L de capacidade nominal, tiveram sifonamento diário e a reposição de 1/3 de água. O ciclo de claro e escuro foi de 12 horas cada e a alimentação foi oferecida ad libitum quatro vezes ao dia. Os resultados encontrados demonstraram que a taxa de sobrevivência foi maior nos tratamentos controle, inclusão de 2,5%GE DTP (T2); 5,0%GE DRS (T6) e todos os níveis do período ARS (T8, T9 e T10) apresentando valores iguais ou acima de 85%. Os comprimentos das vilosidades intestinais foram maiores no tratamento controle (T1) em relação aos demais tratamentos. E a densidade de vilos intestinais foram maiores nos tratamentos controle e 10%GE DTP (T4). De maneira geral, o nível de 10%GE teve maior número de vilos em todos os períodos observados. Conclui-se que os períodos avaliados e os níveis de inclusão de G. edulis adicionados à ração não afetaram positivamente o comprimento das vilosidades intestinais. Para a densidade de vilos, o nível 10%GE (T4, T7 e T10), independentemente do período, apresentou-semelhor, mas sem ser maior que o número de vilos do tratamento controle. A taxa de sobrevivência dos peixes apresentou-se melhor no período após a reversão sexual.The purpose of this work was study whether the different levels of inclusion of the seaweed Gracilaria edulis (GE) affect the length and density of intestinal vilosities of tilapia in three distinct phases, namely seaweed supplementation during the period of sex reversal (DRS), seaweed supplementation after the reversionperiod (ARS) and during and after the reversion period (DTP) and a control treatment that did not receive the supplementation of G. edulis. It was studied the survival rate, the length and the density of intestinal vilosities of Nile Tilapia. The larvae were placed in tanks with a nominal capacity of 50 l, with daily siphoning and replacement of 1/3 of water. The light and dark cycle was of 12 hours each, and food was given ad libitum four times a day. The results showed that the survival rate was higher in control treatments, inclusion of 2.5% GE DTP (T2), 5.0% GE DRS (T6)and all levels of the ARS period (T8, T9 and T10) with values equal to or above 85%. The lengths of the intestinal vilosities were higher in control treatment (T1) compared to other treatments. And the density of the intestinal vilosities was higher in control treatment and 10% GE DTP (T4). In general, the level of 10% GE had a higher number of vilosities in all the observed periods. It can be concluded that the evaluated periods and the levels ofinclusion of G. edulis added to the feed did not affect positively the length of the intestinal vilosities. When it comes to the density of the vilosities, the level of 10% GE (T4, T7 and T10), regardless of the period, showed a better performance, but without being greater than the number of vilosities in the control treatment. The survival rate of fish was better in the period after sex reversal.
RPA Switzerland

Robotic Process Automation Switzerland

    

Tango Jona
Tangokurs Rapperswil-Jona