Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Biological aspects and tumorigenic activity of the Ras proto-oncogenic family Aspectos biológicos e atividade tumorigênica da família proto-oncogênica Ras

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Juliano André Boquett | Reginaldo Justino Ferreira

Journal: Semina : Ciências Biológicas e da Saúde
ISSN 1676-5435

Volume: 31;
Issue: 2;
Start page: 201;
Date: 2010;
Original page

Keywords: K-RAS | p21 | Oncogene | Transdução de sinal.

ABSTRACT
Proto-oncogenes play an important role in the regulation of the cellular cycle, being critical to the tumorigenesis. In this category we can find the RAS family. Due to the high transformation potential of these genes, this family is the best described and most studied one. It is formed by the H-, K- and the N-RAS genes, that codify highly related proteins expressed in several types of cells, denominated p21.These proteins act in the sign transduction from the membrane to the nucleus, as well as in the control of proliferation, differentiation and cellular death, and they are regulated by the interaction with GDP (inactive) and GTP (active). These proteins show variation in only 10 - 15% of the primary structure, in the C-terminal portion denominated hyper-variant region. When in the oncogenic form, the p21 proteins remain active, providing continuous stimuli to the cellular proliferation. Among the RAS genes, K-RAS ones have been the most studied for presenting more frequent mutations and for being present in more aggressive tumors, implying the patients’ shorter survival time. Due to these facts and relative bibliography lack in the Portuguese language on this family, we presented in this work a systematized and updated review on the RAS genes. Os proto-oncogenes desempenham importante papel na regulação do ciclo celular, e são críticos à tumorigênese. Nessa categoria se encontra a família RAS, que, devido ao elevado potencial transformante dos genes que a compõem, é uma das mais bem descritas e estudadas. É formada pelos genes H-, K- e N-RAS, que codificam proteínas altamente relacionadas expressas em vários tipos de células, denominadas p21. Estas atuam na transdução de sinal da membrana ao núcleo, estão envolvidas no controle da proliferação, diferenciação e morte celular e são reguladas pela interação com GDP (inativa) e GTP (ativa). As proteínas p21 diferem em apenas 10-15% da sua estrutura primária, na porção C-terminal, denominada região hipervariante. Quando na forma oncogênica, permanecem ativas, e conferem estímulo contínuo à proliferação celular. Dentre os genes RAS, K-RAS tem sido o mais estudado, por apresentar mutações mais freqüentes e presentes em tumores mais agressivos, e implicar em menor sobrevida aos pacientes. Pelo importante papel já demonstrado na formação de tumores e relativa carência de bibliografia em língua portuguesa acerca dessa família gênica, apresentamos neste trabalho uma revisão sistematizada e atualizada sobre os proto-oncogenes RAS.
RPA Switzerland

RPA Switzerland

Robotic process automation

    

Tango Jona
Tangokurs Rapperswil-Jona