Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Efeito da Cafeína na Performance e Variáveis Hemodinâmicas do RAST – Estudo Placebo Controlado

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Diego J. N. Barbosa | Lucas N. Pereira | Maria Isabel Cardoso, | Rafael Pereira | Marco Machado

Journal: MOVIMENTO e PERCEPÇÃO
ISSN 1677-7360

Volume: 9;
Issue: 13;
Start page: 75;
Date: 2008;
VIEW PDF   PDF DOWNLOAD PDF   Download PDF Original page

Keywords: Cafeína | Performance | Velocidade | RAST | Duplo Produto.

ABSTRACT
A cafeína é o recurso ergogênico mais utilizado em todo o mundo. Os efeitos sobre a performance e sobre o sistema cardiovascular em exercícios de longa duração e de força são bem descritos, porém não em exercícios Intermitentes de alta intensidade. O objetivo deste estudo é verificar os efeitos da cafeína na performance e nas variáveis hemodinâmicas do Running-based Anaerobic Sprint Test (RAST). Homens (n=37), entre 18 e 20 anos, ativos, saudáveis, não usuários de suplementos nutricionais e sem restrição a lactose ou a cafeína, foram submetidos voluntariamente a um estudo duplo-cego placebo controlado. Os sujeitos foram divididos aleatoriamente em dois grupos: cafeína (C; n=19; receberam cápsulas contendo 300mg de cafeína anidra) e placebo (P; n=17; receberam cápsulas de lactose). O inicio do exercício ocorria após 45 min da ingestão da cápsula. Após aquecimento de 10 min os sujeitos eram submetidos ao RAST, que consiste em 6 corridas de 35 metros na velocidade máxima com 10 seg de intervalo passivo entre cada corrida. Também foram medidas em repouso (REP), 45 min após a suplementação (PRE), imediatamente após o exercício e 3 min em repouso após o exercício, a freqüência cardíaca (FC), a pressão arterial sistólica e diastólica (PAS e PAD), permitindo o cálculo do duplo produto (DP) e do MVO2. Para comparar as médias foi utilizado ANOVA e teste post hoc de Tukey, ambos com nível de significância de 5%. Não houve diferença significativa para idade, estatura e massa corporal dos sujeitos. A performance foi significativamente diferente entre os grupos nos sprints 4, 5 e 6, em que a performance foi maior no grupo C. A freqüência cardíaca, a PAS e o DP foram significativamente maiores no grupo C. A cafeína aumenta a performance no RAST, porém ocorre maior exigência do sistema cardiovascular independente do exercício.
RPA Switzerland

RPA Switzerland

Robotic process automation

    

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil