Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Efeito do hormônio de crescimento sobre parâmetros antropométricos e metabólicos na obesidade andróide

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Halpern Alfredo | Mancini Marcio Corrêa | Cercato Cíntia | Villares Sandra Mara F. | Costa Ana Paula A.C.

Journal: Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia
ISSN 0004-2730

Volume: 50;
Issue: 1;
Start page: 68;
Date: 2006;
Original page

Keywords: Hormônio de crescimento | Obesidade | Obesidade andróide | Obesidade visceral | Colesterol

ABSTRACT
O objetivo do estudo foi avaliar os efeitos do GH sobre peso, composição corporal, metabolismo de repouso e fatores de risco cardiovascular na obesidade visceral. O estudo foi prospectivo randomizado duplo-cego em 40 homens não diabéticos de 20 a 50 anos com RAQ (relação abdômen-quadril) > 1 tratados com GH (0,050 U/kg/dia) ou placebo por três meses. Foram avaliados peso, composição corporal por bioimpedância e DEXA, metabolismo de repouso através da calorimetria indireta e exames de fatores de risco cardiovasculares no início e fim do tratamento. O grupo de obesos tratados com GH teve reduções de peso (3,5 ? 2,9 kg), IMC (1,2 ? 1,0 kg/m²), RAQ (0,04 ? 0,01) e massa adiposa (2,4 ? 1,0 kg). As reduções porcentuais foram significantemente diferentes das observadas no grupo placebo. Também houve diminuição nos níveis de colesterol total (4,0 ? 3,3 mg/dL) e LDL-colesterol (5,7 ? 2,7 mg/dL) no grupo GH, em relação ao grupo placebo. Os outros fatores de risco não se alteraram significantemente. Concluímos que obesos tratados com GH por três meses apresentaram uma redução significante de peso corporal, gordura visceral e massa adiposa, e melhora do perfil lipídico. O benefício/risco do GH a longo prazo em obesos é desconhecido.
RPA Switzerland

Robotic Process Automation Switzerland

    

Tango Jona
Tangokurs Rapperswil-Jona