Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Estudo in silico das sequências gênicas de Aeromonas piscicola e Aeromonas hidrophila

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Vagne de Melo Oliveira | Meiriana Xavier Vila Nova

Journal: Natural Resources
ISSN 2237-9290

Volume: 2;
Issue: 2;
Start page: 18;
Date: 2012;
Original page

Keywords: Bioinformática | In silico | Peixe

ABSTRACT
Estudos in silício são aqueles realizados sem interferência humana na resolução dos dados, para avaliar o grau de compatibilidade entre diferentes genes e, assim, melhorar os métodos e técnicas em diversas áreas das ciências biológicas. O gênero Aeromonas é primariamente autóctone do ambiente aquático. São bacilos gram-negativos, com flagelo polar e anaeróbio facultativos. Os seres humanos adquirem A. hydrophila por meio de água ou alimentos contaminados. No Brasil, grande parte do pescado produzido é comercializado in natura após abate artesanal sem um processamento adequado. Dentre eles, destacam-se as espécies Aeromonas piscicola e o Aeromonas hidrophila. Este trabalho objetivou obter, através de ferramentas online de bioinformática, genes com diferentes graus de compatibilidade com as duas bactérias analisadas. Os passos metodológicos incluíram o uso de ferramentas disponíveis online, tais como: NCBI, CAP3, ORF, BLAST e PRIMER3. Os resultados para a A. piscicola indicaram compatibilidade com genes das espécies A. bestiarum (99%) e A. salmonicida (95%), enquanto para a A. hidrophila indicaram compatibilidade com bactérias como a Edwardsella tarda (84%); Aeromonas sobria (92%); Aeromonas salmonicida (94%); Aeromonas trota (95%). Desta forma, o trabalho in silico mostrou-se útil como uma ferramenta rápida, prática e objetiva para a identificação de genes e definição das relações taxonômicas.
RPA Switzerland

RPA Switzerland

Robotic process automation

    

Tango Jona
Tangokurs Rapperswil-Jona