Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Fenomenologia do maravilhoso na literatura italiana Phenomenology of Italian Literary Marvelous

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Erminia Ardissimo | Silvana Scarinci

Journal: Per Musi
ISSN 1517-7599

Issue: 24;
Start page: 21;
Date: 2011;
Original page

Keywords: Maravilhoso | Dante | Ariosto | Literatura de viagem | Barroco | Marvelous | Dante | Ariosto | Travel Literature-Baroque

ABSTRACT
O maravilhoso na literatura italiana assume diversas formas. Eu pretendo apresentar aqui três tipologias, escolhidas por serem arquetípicas e por explicarem o desenvolvimento futuro do gosto literário italiano. Em primeiro lugar, Dante: em sua obra, o nível epistêmico do sobrenatural se sobrepõe ao nível do natural. Beatriz, a mulher-anjo, pertence ao mundo real, mas através de suas qualidades conecta este mundo ao mundo celeste. Ela é conhecida por ser uma manifestação do divino, um milagre. Em segundo lugar, episódios de magia nos poemas cavalheirescos sublinham o imprevisível e a surpresa, o que sempre trazem novos rumos às vidas das personagens, às vezes surgem como soluções, outras vezes desviam o herói de seu destino correto. Em Orlando Furioso, a mágica também revela os desejos obscuros das personagens e seres humanos; trata-se de uma espécie de ciência da imaginação. Em terceiro lugar, na literatura de viagem, o maravilhoso é um tema recorrente, já que a viagem é um meio de se encontrar com o desconhecido, o inacreditável, o prodigioso, desde o Milione de Marco Polo. No início da era moderna, uma nova epistemologia e desencantamento tomam o lugar das analogias e da mágica, mas o maravilhoso não desaparece, ao contrário, adquire ainda maior importância com a nova ciência. Concluirei minha fala com algumas considerações sobre a maravilha na música presente na literatura do século XVII.The marvelous in Italian literature assumes many forms. I intend to present here three typologies, chosen because they are archetypal and explain the future development of Italian literary taste. First Dante. In his work the epistemic level of the supernatural overlaps the level of the natural. Beatrice, the woman-angel, belongs to the real world, but through her qualities connects this world to the heavenly one. She is said to be a manifestation of the divine, a miracle. Second: episodes of magic in the chivalric poems underline the unforeseeable and the surprising, which always divert the lives of the characters, sometimes offering solutions, other times turning the hero aside from the right path. In Orlando Furioso magic also reveals the hidden wishes of characters and human beings, it is a kind of science of the imagination. Third: in travel literature the marvelous is a recurrent theme, because travel is a way of encountering the unknown, the unbelievable, the prodigious, since Marco Polo's Milione. At the beginning of the modern age new epistemology and disenchantment replace analogies and magic, but the marvelous does not disappear, on the contrary it acquires even more importance with the new science. I will end with few considerations on the marvelous in music in Seventeenth century literature.
RPA Switzerland

RPA Switzerland

Robotic process automation

    

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil