Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

História do tratamento do câncer gástrico: os pioneiros, os equívocos iniciais e os marcos de referência atuais = History of gastric cancer treatment: the pioneers, early misconceptions and the current guidelines

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Toneto, Marcelo Garcia et al.

Journal: Scientia Medica
ISSN 1806-5562

Volume: 22;
Issue: 4;
Start page: 216;
Date: 2012;
Original page

Keywords: NEOPLASIAS GÁSTRICAS | GASTRECTOMIA | CIRURGIA | HISTÓRIA DA MEDICINA

ABSTRACT
Objetivos: O adenocarcinoma gástrico permanece como uma das principais causas de morte por câncer, com taxas de sobrevida em cinco anos de apenas 20-25%. A ressecção cirúrgica é a única opção terapêutica que pode possibilitar a cura nos pacientes afetados por essa neoplasia. O objetivo deste estudo é revisar os principais aspectos históricos da progressão do conhecimento sobre o tratamento desta enfermidade. Fonte de dados: Revisão bibliográfica através do PubMed. Foram analisados artigos selecionados sobre a história, evolução e tratamentos do câncer de estômago. Síntese dos dados: A gastrectomia é um procedimento cirúrgico desafiador que requer um elevado nível de perícia cirúrgica. Este procedimento evoluiu constantemente ao longo dos anos através dos esforços meticulosos de um grande número de cirurgiões antes de chegar a seu estado atual. Esta revisão analisa algumas das limitações iniciais e equívocos cometidos, destacando os marcos iniciais que lançaram as bases desse procedimento. Conclusões: A ressecção completa do tumor permanece o tratamento padrão sempre que possível. Dependendo da localização e estágio do tumor, pode ser indicada a gastrectomia parcial ou total. O benefício em longo prazo da linfadenectomia sistemática já está comprovado em estudos prospectivos randomizados. Estratégias de tratamento multimodal, incluindo quimioterapia e/ou radioterapia, podem melhorar ainda mais o controle local e regional do tumor e diminuir as taxas de metástases sistêmicas. Aims: Gastric adenocarcinoma remains among the leading causes of death from cancer, with a 5-year survival rate of only 20% to 25%. Surgical resection is the only therapeutic option that may allow healing in patients affected by this malignancy. The objective of this study is to review the main aspects of the historical progression of knowledge about treatment of this disease. Source of data: A search was carried out at PubMed. Selected papers about the history, evolution and treatment of gastric cancer were reviewed. Summary of findings: Gastrectomy is a challenging surgical procedure which requires a high level of surgical expertise. This procedure has constantly evolved over the years through the meticulous efforts of a number of surgeons before reaching its current state. This review navigates through some of the early limitations and misconceptions and highlights the initial milestones which laid the foundation of this procedure. Conclusions: Complete resection of the tumor remains the standard treatment whenever possible. Depending on the location and stage of the tumor, either a subtotal distal or a total gastrectomy can be performed. The long-term benefit of systematic lymphadenectomy has now been shown in prospective randomized trials. Multimodal treatment strategies including chemotherapy and/or radiotherapy can further improve local and regional tumor control and lessen the rate of systemic metastasis.
RPA Switzerland

Robotic Process Automation Switzerland

    

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil