Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Mesquite bean and cassava leaf in diets for Nile tilapia in growth=Farelos da vagem da algaroba e da folha da mandioca em rações para tilápia do Nilo em crescimento

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Monaliza Freitas Sena | Rafael Vieira de Azevedo | Ana Paula de Souza Ramos | João Sérgio Oliveira Carvalho | Leandro Batista Costa | Luís Gustavo Tavares Braga

Journal: Acta Scientiarum : Animal Sciences
ISSN 1806-2636

Volume: 34;
Issue: 3;
Start page: 231;
Date: 2012;
VIEW PDF   PDF DOWNLOAD PDF   Download PDF Original page

Keywords: alternative feeds | performance | intestinal mucosa | Oreochromis niloticus | alimentos alternativos | desempenho | mucosa intestinal | Oreochromis niloticus.

ABSTRACT
This work evaluated the inclusion of mesquite bean bran (Prosopis juliflora) and cassava leaf bran (Manihot esculenta) in diets for Nile tilapia (85.22 ± 3.13 g). Three hundred and thirty-six fish were distributed in 28 fiberglass tanks (120 L) in a 2 × 4 factorial scheme for two sources of oil and four levels of bran (0, 5, 10 and 20%) (n = 4). After 60 days, growth performance (feed intake, weight gain, apparent feed conversion and survival rate) and fish body composition were evaluated. Heights and density of villi were measured for morphometric analysis of the intestinal mucosa. Animal performance, body composition and villi density were not affected (p > 0.05) by the source and level of inclusion of bran. There was a significant effect of the level of inclusion of bran on villi height, with a linear trend, indicating that the higher the inclusion levels of bran, the lower the height of the villi. The bran studied can be used in diets for Nile tilapia up to 20% without compromising growth performance and body composition change, but the presence of these by-products can result in a deleterious effect on fish villi.Avaliou-se a inclusão dos farelos da vagem da algaroba (Prosopis juliflora) e folha da mandioca (Manihot esculenta) em rações para tilápia do Nilo (85,22 ± 3,13 g). Foram utilizados 336 peixes, distribuídos em 28 tanques (120 L), em esquema fatorial 2 x 4, duas fontes de óleo e quatro níveis de farelo (0, 5, 10 e 20%) (n = 4). Ao final de 60 dias, foram avaliados o desempenho zootécnico (consumo de ração, ganho de peso, conversão alimentar aparente e taxa de sobrevivência) e a composição da carcaça dos peixes. Para análise da histologia intestinal, foram mensuradas a altura e a densidade das vilosidades. O desempenho zootécnico, a composição da carcaça e a densidade das vilosidades intestinais não foram afetados (p > 0,05) pela fonte e nível de inclusão de farelo. Houve efeito significativo do nível de inclusão dos farelos sobre a altura das vilosidades intestinais, com comportamento linear decrescente, indicando que quanto maior o nível de inclusão de farelo, menor a altura das vilosidades. Os farelos estudados podem ser incluídos em até 20% em rações de tilápias do Nilo sem comprometer o desempenho zootécnico e alterar a composição corporal, no entanto, a presença destes coprodutos em rações pode resultar em efeito deletério sobre as vilosidades intestinais dos peixes.
RPA Switzerland

RPA Switzerland

Robotic process automation

    

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil