Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

Mild traumatic brain injury and immediate hypopituitarism in children =Trauma cranioencefálico leve e hipopituitarismo imediato em crianças

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Nordon, David Gonçalves et al.

Journal: Scientia Medica
ISSN 1806-5562

Volume: 22;
Issue: 2;
Start page: 86;
Date: 2012;
Original page

Keywords: TRAUMA CRANIOCEREBRAL | MEDICINA DE EMERGÊNCIA | CRIANÇAS | TIREOIDE

ABSTRACT
Objetivos: O trauma cranioencefálico é um trauma comum e dispendioso que pode levar a hipopituitarismo. Suas complicações podem ter grande impacto na saúde pública, especialmente em crianças. Este estudo avalia a prevalência de hipopituitarismo imediato em crianças que sofreram lesão cerebral traumática leve. Métodos: Foram avaliadas para o estudo crianças admitidas no serviço de emergência da Unidade Regional de Emergência – Conjunto Hospitalar de Sorocaba devido a um trauma cranioencefálico. Cada paciente foi submetido a uma tomografia computadorizada na admissão e classificado pela Escala de Coma de Glasgow, sendo a lesão cerebral classificada em grave ( 12). Aqueles cujos pais ou responsáveis concordaram em participar e apresentavam a forma leve de trauma cranioencefálico foram incluídos no estudo e convidados a realizar uma avaliação neuroendocrinológica. Resultados: Sessenta e oito crianças foram internadas com traumatismo cranioencefálico e 21 concordaram em participar. Cinco pacientes não realizaram os exames de sangue e urina, dois tinham a forma moderada e um tinha a forma grave de trauma cranioencefálico, sendo excluídos da análise. Entre as 13 crianças cujos exames foram feitos dentro das primeiras 48 horas após o trauma, cinco (38,5%) apresentaram alterações hormonais, respectivamente: somente elevação de hormônio estimulante da tireoide (TSH); somente elevação de fator de crescimento insulina-símile 1 (IGF-1); somente elevação de cortisol; elevação de hormônio folículo estimulante (FSH) combinada à elevação de prolactina; e elevação de TSH combinada à elevação de FSH. Nenhum dos pacientes apresentou sintomas de hipopituitarismo. Não houve associação entre alterações de neuroimagem e hipopituitarismo. Conclusões: Os resultados deste estudo apontam para disfunções endócrinas provavelmente pouco importantes, já que algumas das alterações encontradas podem estar relacionadas à resposta ao trauma agudo. Considerando a literatura e os resultados, é possível especular que a relação do trauma cranioencefálico com hipopituitarismo em crianças é diferente dos adultos. Aims: Traumatic brain injury is a common and costly trauma that may lead to hypopituitarism. Its complications may have great impact on public health, especially in children. This study evaluates the prevalence of immediate hypopituitarism in children who suffered mild traumatic brain injury. Methods: Children who were admitted in the emergency service of Unidade Regional de Emergência – Conjunto Hospitalar de Sorocaba due to traumatic brain injury were evaluated for the study. Every patient underwent a head computed tomography at admittance and was classified according to the Glasgow Coma Scale, being traumatic brain injury graded in severe (12). Those whose parents or guardians agreed to participate and presented mild trauma were included in the study and invited to perform a neuroendocrinological evaluation. Results: Sixty-eight children were admitted with traumatic brain injury, and 21 agreed to participate. Five patients did not perform the urine and blood exams, two had a moderate TBI, and one had a severe TBI, and therefore were excluded from data analysis. Among the 13 patients whose exams were performed in less than 48 hours from the trauma, five (38. 5%) presented hormonal alterations, respectively: single thyroid-stimulant hormone (TSH) elevation, single insuline-like growth factor 1 (IGF-1) elevation, single cortisol elevation, combined folicule-stimulant hormone (FSH) and prolactin elevation, and combined TSH and FSH elevation. None presented symptoms of hypopituitarism. There was no association between head image alterations and hypopituitarism. Conclusions: The results found in this study lead to probably little significant endocrine dysfunctions, as such hormonal increases may be related to acute trauma response. Considering the literature and the results, it is possible to speculate that the relationship of traumatic brain injury with hypopituitarism in children is different from adults.
RPA Switzerland

RPA Switzerland

Robotic process automation

    

Tango Rapperswil
Tango Rapperswil