Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

SYNTAX, SEMANTIC AND FORMALIZATION [doi: 10.7443/problemata.v3i1.12602] SINTAXE, SEMÂNTICA E FORMALIZAÇÃO [doi: 10.7443/problemata.v3i1.12602]

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Adriano Marques Silva

Journal: Problemata : International Journal of Philosophy
ISSN 1516-9219

Volume: 3;
Issue: 1;
Start page: 205;
Date: 2012;
Original page

Keywords: Semântica Clássica | Interface sintaxe-semântica | Forma Lógica | Contextualismo | Gerativismo.

ABSTRACT
This article addresses the following problem: which is the format and scope of a formal semantic theory adequate to the description and explanation of semantic phenomena present in natural languages​​? The first section exposes the main principles for a semantics of natural languages, given the criticisms of Contextualism. The second section presents the main features of the research program proposed by P.M. Pietroski. Finally, it is presented a brief evaluation of this program in  the light of the criteria presented in the previous sections. I argue that this program has considerable methodological virtues, because it adopts as explanandum  substantial empirical generalizations, syntactic phenomena which must be explained. It is therefore a proposal that does not merely describe the intuitions of speakers and encode them in logical-mathematical notation.O presente artigo aborda o seguinte problema: qual o formato e o escopo de uma teoria semântica formal adequada à descrição e explicação dos fenômenos semânticos presentes nas línguas naturais? A primeira seção expõe princípios fundamentais para uma semântica das línguas naturais, face às críticas do Contextualismo. A segunda seção expõe as principais características do programa de investigação proposto por P.M. Pietroski. Por fim, é apresentada uma breve avaliação desse programa à luz dos critérios apresentados nas seções anteriores. Argumento que esse programa possui virtudes metodológicas consideráveis, pois adota como explanandum generalizações empíricas substanciais, fenômenos sintáticos que precisam ser explicados. Trata-se, portanto, de uma proposta que não se limita a descrever as intuições dos falantes e codificá-las em notação lógico-matemática.

Tango Jona
Tangokurs Rapperswil-Jona

    
RPA Switzerland

RPA Switzerland

Robotic process automation