Academic Journals Database
Disseminating quality controlled scientific knowledge

A tolerância como confluência entre o governo laico e a ética religiosa

ADD TO MY LIST
 
Author(s): Germano Gimenez Mendes

Journal: PERI
ISSN 2175-1811

Volume: 4;
Issue: 2;
Start page: 154;
Date: 2012;
Original page

Keywords: Tolerância | direito | virtudes | perseguição | vontade

ABSTRACT
O presente artigo aborda a constituição de uma eticidade própria a religião no âmbito social a partir da separação feita por Locke entre as instituições jurídicas e religiosas. O intuito é mostrar como se originam os abusos do poder político mediante a confusão entre as fronteiras de ambas as instituições, e como a separação realizada por Locke destes poderes reflete tanto uma defesa dos valores do indivíduo quanto da comunidade política, a bem dizer, um ponto de intersecção entre ambos. Deste modo, Locke inclui demandas individuais na constituição dos direitos públicos que não se incluem como privilégios e prerrogativas, e que mostra a consolidação de demandas morais na legalidade, tais como os inscritos nas liberdades individuais e naturais. As Cartas, porém, além de antecipar uma das preocupações fundamentais do Segundo Tratado, o de saber como o poder legítimo degenera em tirania, nos possibilita também reconstruir o contexto deste problema e nos aproxima de seu domínio histórico. Deste modo, trata-se de mostrar em que sentido podemos ler a separação entre religião e governo feita por Locke como uma resposta ao problema dos abusos do poder político – como a vinculação entre ambos está na base dos mesmos –, e como Locke pensa o exercício do poder desde um ponto de intersecção entre os direitos individuais e coletivos (sociais).
RPA Switzerland

Robotic Process Automation Switzerland

    

Tango Jona
Tangokurs Rapperswil-Jona